Política & Justiça

Pesquisa Serpes: Caiado lidera, Daniel é o segundo, Zé Eliton e Otávio Lage empatados tecnicamente em terceiro

Pesquisa espontânea mostra que 74,4% não escolheu candidato a governador e 84,6% não tem candidato a senador; Caiado venceria no primeiro turno e disputa no Senado está embolada entre quatro candidatos

diario da manha
Ronaldo Caiado: abismo entre o país real e o institucional
Se as eleições para o governo do Estado fossem realizadas hoje o senador Ronaldo Caiado (DEM) seria eleito governador no primeiro turno, pois os seus votos são superiores à soma de todos os adversários. É o que revela pesquisa do instituto Serpes contratada pela ACIEG (Associação Comercial e Industrial de Goiás).
A pesquisa foi realizada 11 e 16 de novembro e ouviu 1.200 eleitores. Caiado lidera em todos os cenários, tendo o deputado federal Daniel Vilela (PMDB) em segundo e o vice-governador José Eliton (PSDB) e o ex-prefeito de Goianésia Otávio Lage Filho (PSDB)empatados tecnicamente, dentro da margem de erro que é de 2,83 pontos percentuais para mais e para menos.
Na espontânea, Caiado tem 7,5% das intensões de voto. José Eliton aparece com 1,5%; Daniel Vilela com 1,2%. O ex-prefeito de Senador Canedo Vanderlan Cardoso (PSB) é lembrado por 0,7% dos eleitores, mas ele está atrás do delegado Valdir Soares (PR), que é citado por 0,9% e por Bruno do Posto (0,8%). Outros nomes mencionados na faixa de 0,2% são o advogado Djalma Rezende, o deputado José Vitti (PSDB), os prefeitos Adib Elias (Catalão), Ernesto Roller (Formosa), Otávio Lage (Goianésia), Antônio Gomide (Anápolis). A imensa maioria do eleitorado (74,4%) respondeu que não sabe ainda em quem votar.
Estimulada
O Serpes fez quatro cenários de pesquisa estimulada, em todos eles o senador Ronaldo Caiado lidera. A surpresa fica por conta a introdução do nome do ex-prefeito Otavio Lage, que aparece hora empatado tecnicamente com o vice-governador José Eliton,  e quando analisado separadamente, aparece melhor avaliado.
Na primeira estimulada Caiado tem 39%, seus demais adversários somam 22,1%. Daniel Vilela tem  9%,  José Eliton 4,8%, Otávio Lage, 3%, Djalma Rezende, 2,9%,  José Vitti 2,4%. Votos nulos (16,8%), indecisos (16,5%) e brancos( 5,7%) somam 39%. Noutro cenário, com apenas quatro candidatos, Caiado sobe para 42,5%, Daniel vai a 10,7%, Éliton e Otávio ficam separados por apenas 0,7 pontos percentuais, sendo que o vice-governador recebe 5,8% e o ex-prefeito 4,5%. Votos brancos, nulos, indecisos caem a 36,5%.
Na terceira estimulada, o nome de José Eliton é substituído pelo de Otávio Lage, que sobe para 6,5%, Caiado também cresce e vai a 43%, Daniel oscila a 10,9%, José Vitti chega a 3,3% e os votos nulos, indecisos e abstenções ficam em 36,3%. Na última estimulada, apenas três nomes são colocados: Caiado (44%), Daniel (12,1%) e José Eliton (6,2%). Brancos, nulos, indecisos: 37,7%.
No cenário com apenas os três candidatos já  colocados, considerando somente os votos válidos ficam Caiado teria 79,62%, Daniel Vilela 19,42%e José Eliton: 9,96%
Segundo turno
Ronaldo Caiado bate todos os candidatos num eventual segundo turno. Contra José Eliton o senador tem 50,8% e o vice-governador 10,6%. Na disputa contra Daniel Vilela, o candidato do DEM tem 47,6% e o peemedebista 14,2%.  No confronto com o deputado José Vitti (PSDB), Caiado teria 52,8% e o presidente da Assembleia Legislativa, 7,8%. Num virtual segundo turno entre o deputado federal Daniel Vilela (PMDB) e o vice-governador José Eliton (PSDB) a vantagem é do peemedebista que venceria com 28,7% contra 13,8% do tucano. Uma curiosidade: neste cenário o número de votos nulos (32,4%) , brancos (5,7%) e indecisos (19,5%) supera  o total de votos dados aos candidatos, totalizando 57,6%. Daniel também superaria Vitti com 32,7% contra 9,1% e 58,4% de votos nulos, brancos e indecisos.
Senado
A pesquisa Serpes/Acieg mostra que a disputa para o Senado está embolada, com empate técnico entre quatro candidatos. Na espontânea o governador Marconi Perillo (PSDB) é citado por 2,5%, o vereador Jorge Kajuru (PRP) tem 1,5%, a senadora Lúcia Vânia (PSB) 1,1, o ex-prefeito Maguito Vilela (PMDB) 0,6% e a ex-deputada Iris Araújo (PMDB) 0,5%. Na faixa de 0,4% de citações, são lembradas a secretária de Educação, Raquel Teixeira e a deputada federal Flávia Morais I(PDT). O ex-prefeito Pedro Wilson (PT) tem 0,3% e com 0,2% de citações são nominados os deputados federais Daniel Vilela e Delegado Valdir, o senador Wilder Morais (PP); o deputado federal Pedro Chaves (PMDB) e o reitor Edward Madureira (UFG) têm 0,1% de citações. O número de indecisos é altíssimo: 84,6% disseram que não sabem em quem votar; 4,9% pretendem anular o voto e 2,2% dizem que não irão votar.
Na estimulada, o quadro da disputa ao Senado é de completo equilíbrio: Marconi tem 13,6% Lúcia e Maguito estão praticamente empados com 9,5% e 9%, respectivamente. Kajuru fica com 7,8% e Iris Araújo com 7% seguidos por Flávia Morais com 6,2%. Daniel Vilela recebe 3,5% dos votos; Raquel Teixeira 3,1% e Wilder Morais 1,2%. Um terço dos entrevistados (29,4%) diz que não sabem em quem votar,, 3,4% afirmaram que não irão votar e 6,1% que vão anular o voto.
Rejeição
Ronaldo Caiado (DEM) é o candidato a governador com menor rejeição (22,4%), Djalma Rezende é o mais rejeitado (28,2%). José Eliton tem 27,6% de rejeição, Otávio Lage 25,7%, Daniel Vilela 25,4% e José Vitti 23,2%. Um terço (33,8%) disse que não rejeita ninguém; 8,3% não sabem em quem votar.
Para o Senado, o governador Marconi Perillo é quem registra o maior índice de rejeição: 40,2%; o ex-prefeito Maguito Vilela tem 25,3% de rejeição, Iris Araújo 23,4%, praticamente o mesmo de Kajuru (23%) e de Lúcia Vânia (22,1%) . Daniel Vilela (20,2%) e Raquel Teixeira (20%) registram índices semelhantes; Wilder Morais aparece com 18,2%, Flávia Morais, 15,9%. Um terço (30,8%) não rejeita ninguém e 4,1% não sabem em quem votar.
Metodologia
A pesquisa Serpes foi contradada pela Associação Comercial e Industrial de Goiás (ACIEG). Foram entrevistados 1.200 eleitores de 38 municípios goianos entre os dias 11 e 16 de novembro. A margem de erro é de 2,83 pontos para mais ou para menos, o índice de confiança de 95%. Cidades pesquisadas: Goiânia: Anápolis, Aparecida de Goiânia, Senador Canedo, Trindade, Itaucu, Hidrolândia, Jaraguá, Ceres, Porangatu, Uruaçu. Niquelândia, Rianápolis, Formosa, Luziânia, Santo Antônio do Descoberto, Valparaíso, Abadiânia, Corumbá, Águas Lindas, Catalão, Itumbiara, Morrinhos, Pires do Rio, Caldas Novas, Piracanjuba,  Jataí, Quirinópolis, Rio Verde, Indiara,  Palmeiras de Goiás, Goiás, Iporá, Firminópolis, Anicuns, Sanclerlândia, Mossâmedes e Faina. O SERPES não faz restrição à publicação – em jornal, rádio ou televisão – dos resultados desta pesquisa, desde que se respeite rigorosamente a metodologia e os resultados.

Pesquisas de intenção e votos para 2018 ao Governo:

Cenários de segundo turno:

Pesquisa de intenção para o Senado Federal

Comentários

Mais de Política & Justiça