Política & Justiça

Deputado é contra proibição das moedas virtuais como o Bit­coin

diario da manha
Deputado Thiago Peixoto: riscos da proibição das moedas virtuais como o Bitcoin

O posicionamento do deputado federal Thiago Pei­xoto (PSD-GO) con­tra o risco iminente de proibição das moedas virtuais como o bit­coin no Brasil chamou a atenção. O presidente da Frente Parlamentar de Econo­mia Digital e Colaborativa desta­cou, em postagem, que a Câma­ra dos Deputados não pode dar esse exemplo de retrocesso. Na semana passada, foi lido um rela­tório na comissão que trata sobre o tema que proíbe e criminaliza o uso das criptomoedas no Brasil.

O parlamentar, um dos prin­cipais defensores da inovação no atual mandato na Câmara Fede­ral, usou o Facebook e Twitter para falar sobre suas preocupações e alertar as pessoas sobre o assun­to. Ele lembrou a coincidência do relatório sobre o PL 2.303/15 ter sido apresentado na mesma sema­na em que o bitcoin estreou com muito sucesso na Bolsa de Chica­go, a maior do mundo.

“A Câmara dos Deputados faz o movimento oposto. O relatório lido na comis­são propõe a criminalização e proi­bição do uso de criptomoedas no Brasil. É um movimento de retro­cesso que pode atrapalhar nossa Economia no presente e no futu­ro. É muito importante um bom diálogo com o relator dessa maté­ria para que isso possa ser reverti­do. Para que o Brasil, ao invés de ser um país voltado ao retrocesso na Economia Digital, possa lide­rar um movimento muito positivo nessa área”, alertou Thiago Peixoto.

A comissão especial é destina­da a proferir parecer sobre o PL 2.303/15, do deputado federal Áu­reo (SD-RJ), que trata sobre proce­dimentos sobre as moedas virtuais e inclui também os programas de milhagem. O relator da comissão e responsável pelo texto proibiti­vo é o deputado federal Expedi­to Netto (PSD-RO). A tendência é que o relatório seja votado na co­missão ainda esta semana, se for seguida a programação prevista

 

Comentários