Política & Justiça

Record e Rodrigo Faro são condenados a pagar R$ 275 mil por danos morais

diario da manha

O juiz Yale Sabo Mendes, condenou a Record e o apresentador Rodrigo Faro a pagar o montante de R$ 275 mil a título de danos morais, estéticos e materiais a um participante do quadro ‘Arruma Meu Marido’, do antigo programa ‘O melhor do Brasil’, em 2012.  

Segundo o juiz, o participante foi torturado durante um processo de embelezamento do programa. Isso porque teve 12 dentes removidos dentro de um prazo de 2 dias. 

“(…) além de ter extraído 12 dentes em 02 dias, o requerente foi obrigado a fazer o molde da prótese dentária e a usá-la com a boca inchada e extremamente dolorida, tanto que, conforme afirmou na exordial, foi aconselhado a não fazer movimentos bruscos durante a conversa que teria com o apresentador Rodrigo Faro, uma vez que a prótese móvel (dentadura) poderia se soltar da gengiva”, afirmou o juiz da 7ª Vara Cível de Cuiabá. 

Além disso, após a participação no quadro, o homem não recebeu nenhum apoio do programa. Ele precisou vender sua moto para pagar por novas próteses dentais. Além de também ter arcado com o tratamento médico psiquiátrico para reverter o quadro de fobia social, que desenvolveu após o ocorrido. 

“Todos esses fatos levam à conclusão que o autor foi submetido à tortura física e emocional, o que não é possível admitir e considerar ‘normal’. Assim, não obstante o autor já apresentar uma saúde bucal debilitada antes do programa, é certo que ficou muito mais comprometida depois das extrações dos dentes realizadas pela equipe da clínica que trabalha em conjunto com a Record.”  

O juiz, então, condenou a Record e o apresentador Rodrigo Faro a pagar o montante R$ 275 mil de danos morais, estéticos e materiais ao cuiabano participante do quadro ‘Arruma Meu Marido’, que foi ao ar em 2012. 

 

Comentários