Política & Justiça

Jair Bolsonaro processa Ciro Gomes por calúnia e injúria

diario da manha

Jair Bolsonaro entrou com uma queixa-crime contra Ciro Gomes por calúnia e injúria, informa ‘O Globo’. O motivo foi um comentário de Ciro durante uma entrevista à rádio ‘Jovem Pan’ em agosto de 2017. Na ocasião, Gomes comentou uma doação de R$ 200 mil feita pela JBS ao Partido Progressista (PP), então legenda de Bolsonaro.

“A JBS depositou R$ 200 mil na conta dele, Jair Messias Bolsonaro, deputado federal! E mais outro tanto na bolsa, na do filho dele. Ele, quando viu, resolveu estornar o dinheiro, não pra JBS. Eu, se tô indignado, o cara depositou na minha conta sem a minha autorização, eu devolvo pra ele, e mando ele pastar, pra não dizer aquela outra frase que termina no monossílabo tônico. Não, o que ele faz, ele devolve para o partido, que na mesma data entrega R$ 200 mil pra ele. O nome disso é lavagem de dinheiro. Simples assim”.

Os advogados de Bolsonaro alegam que Ciro Gomes cometeu calúnia ao acusar o deputado de lavagem de dinheiro e injúria ao chamá-lo de “moralista de goela”.

Comentários