Política & Justiça

Dogde detalha ameaças feitas por filho de Bolsonaro contra jornalista

diario da manha

A procuradora-geral da República Raquel Dodge detalhou a denúncia, apresentada nesta sexta-feira, contra (13/04) o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que ameaçou a jornalista Patrícia de Oliveira Souza Lélis. O filho do pré-candidato à Presidência, Jair Bolsonaro, afirmou por meio do aplicativo Telegram que se a vítima falasse mais alguma coisa ele acabaria com a vida dela.

O caso aconteceu após o parlamentar publicar em seu perfil no Facebook que estaria namorando a jornalista. Entretanto ela negou o envolvimento com o deputado federal. Além de ter xingado Patrícia, Eduardo ainda afirmou que ela se arrpenderia de ter nascido. Os prints da conversa foram anexados aos processos e mostram a evolução da conversa.

Em certo momento, a vítima explica que está gravando as ameaças e Bolsonaro tenta intimida-la afirmando que ninguém iria acreditar nela. “Somos fortes”, aponta o parlamentar. Em outro trecho da conversa ele declara: “O aviso está dado. Mais uma palavra e eu vou pessoalmente atrás de você. Não pode me envergonhar”.

A operadora do telefone registrado nas conversas confirmou que ele está vinculado a Bolsonaro desde 12/12/2013. Dodge destaca que o denunciado teve a preocupação em não deixar rastro das ameaças dirigidas à vítima alterando a configuração padrão do aplicativo Telegram para que as mensagens fossem automaticamente destruídas após 5 (cinco) segundos depois de enviadas.

A procuradora afirmou ainda que se não fossem os prints extraídos pela jornalista, não haveria rastros da materialidade do crime de ameaça por ele praticado.

Veja as conversas:

BOLSONARO: “Sua otária! Quem você pensa que é? Tá se achando demais. Se você falar mais alguma coisa eu acabo com sua vida”

PATRICIA: “Isso é uma ameaça???”

BOLSONARO: “Entenda como quiser. Depois reclama que apanhou. Você merece mesmo. Abusada. Tinha que ter apanhado mais pra aprender a ficar calada. Mais uma palavra e eu acabo com você. Acabo mais ainda com a sua vida”

PATRICIA: “Eu estou gravando”

BOLSONARO: “Foda-se. Ninguém vai acreditar em você. Nunca acreditaram. Somos fortes”

PATRICIA: “Me aguarde pois vou falar”

BOLSONARO: “Vai para o inferno. Puta. Você vai se arrepender de ter nascido. O aviso está dado. Mais uma palavra e eu vou pessoalmente atrás de você. Não pode me envergonhar.

PATRICIA: “Tchau”

BOLSONARO: “Vagabunda”

PATRICIA: “Resolvemos na justiça. É a melhor forma”

BOLSONARO: “Enfia a justiça no cú”

Confira a denúncia feita pela procuradora-geral da República na íntegra clicando aqui.

(Foto: reprodução)

Comentários