Política & Justiça

Pesquisa eleitoral aponta vantagem de Ronaldo Caiado

diario da manha

Segundo a pesquisa Serpes/O Popular divulgada nesta segunda-feira (09/04), o senador Ronaldo Caiado (DEM) aparece em primeiro lugar nas intenções de voto dos eleitores goianos em relação à disputa ao Governo de Goiás. Com 39,7% , o senador possui uma grande vantagem em relação ao governador José Eliton (PSDB), que ficou em segundo colocado no levantamento com 6,7%, e Daniel Vilela (MDB), com 6,2%.

A presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) em Goiás, Kátia Maria, aparece em quarto lugar, com 3%, em seguida, estão os dois pré-candidatos do PSOL: o policial rodoviário Federal Fabrício Rosa, com 1%, e o professor Weslei Garcia, com 0,9%. Outros 20,3% afirmaram que votarão nulo ou não vão votar, e 22,1% disseram ainda não ter decidido.

Espontânea

Nesta modalidade, o instituto pontuou que quase 80% dos eleitores ainda não decidiram seu voto. A avaliação é de que a pesquisa mais uma vez apenas mede o conhecimento dos nomes e não a real intenção de voto do eleitorado.

Rejeição

Os três principais pré-candidatos ao governo de Goiás estão empatados tecnicamente, neste quesito. A pesquisa apontou que 25,2% de eleitores afirmam que não votariam em Ronaldo Caiado (DEM) de jeito nenhum, enquanto 24,3% não escolheriam José Eliton (PSDB) e Daniel Vilela (MDB).

Metodologia

O levantamento foi feito entre os dias 30 de março e 5 de abril, foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo número BR-07829/2018 e no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo número GO-05562/2018 no dia 29 de março de 2018. Aproximadamente 800 eleitores foram ouvidos nas regiões de Goiânia, Inhumas, Nerópolis, Anápolis, Goianápolis, Guapó, Senador Canedo, Aparecida de Goianésia, Porangatu, Uruana, Ceres, Abadiânia, Luziânia, Novo Gama, Formosa, Simolândia, Águas Lindas, Piracanjuba, Ipameri, Catalão, Morrinhos, Itumbiara, Santa Helena, Rio Verde, Jataí, Caçu, São Luís de Montes Belos, Iporá, Vila Boa de Goiás e Faina. A margem de erro é de 3,5% percentuais para mais ou para menos.

Com informação do O Popular

Comentários