Política & Justiça

MP apreende R$ 4 mil e lista de contabilidade durante ação contra compra de votos em Goiás

diario da manha
Foto: Divulgação/MP-GO

Uma operação realizada nesta quinta-feira, 4, pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) em parceria com a Polícia Civil, para apurar denúncia sobre suposta compra de votos em Acreúna e no distrito de Arantina, apreendeu R$ 4 mil em espécie, além de encontrar uma lista com supostos nomes de eleitores que teriam vendido seus votos na região sudoeste do estado.

Segundo o órgão, a ação ocorreu após denúncia de que um candidato a deputado federal e outro estadual, cujos nomes não foram divulgados, estariam comprando votos por R$ 150, por meio de interação de correligionários que batiam de porta em porta com a promessa de mais R$ 50 após as eleições.

Ao todo, os policiais cumpriram sete mandados de busca e apreensão autorizados pela Justiça Eleitoral. Em um dos locais, foi encontrado uma agenda na qual havia anotações contáveis que, de acordo com o MP, “indicam a compra de votos”, onde haviam nomes de pessoas e valores que supostamente teriam sido repassados a elas.

Em outro endereço, as equipes localizaram um maço de notas de R$ 50, totalizando R$ 4 mil, além de uma espécie de comitê eleitoral dos dois candidatos investigados. Na residência também havia material de campanha, como santinhos e cartazes.

A ação também resultou na apreensão de várias munições calibre 38. O delegado Daniel Gustavo de Mouta, que auxiliou na operação, informou que o dono do material ainda não foi localizado e que por isso, não houve prisão.

Aguarde por mais informações.

Comentários