Política & Justiça

Coronel Adailton faz Sessão especial ao Dia Nacional do Bombeiro Militar

diario da manha

Em homenagem ao Dia Nacional do Corpo de Bombeiros Militar, comemorado no dia 02 de julho, o deputado Coronel Adailton (Progressistas), propôs e presidiu a sessão especial da Assembleia Legislativa, na noite do dia 24 de junho, que concedeu certificados de Honra ao Mérito a 15 integrantes da Corporação, fazendo justiça a uma das instituições mais admiradas e confiáveis da sociedade brasileira. Na ocasião, o deputado fez questão de recordar um pouco da história e dos feitos marcantes dos guerreiros do fogo, mas que, na verdade, assumiram funções as mais diversas na sua configuração atual.

O deputado Coronel Adailton disse que “A trajetória do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás precisa ser melhor conhecida, até como forma de valorizar, ainda mais, o trabalho desses profissionais que, dia e noite, estão sempre dispostos a correr riscos enormes para salvar vidas humanas, executar atividades de Defesa Civil, prevenção e combate de incêndios, buscas, salvamentos, socorros públicos e também de resgate e salvamento de animais e de vítimas de acidentes domésticos e de intercorrências graves de saúde, além de todos os tipos de intervenções que exigem treinamento, preparo e coragem para que o final seja o melhor possível”.

Em Goiás, o Corpo de Bombeiros nasceu de uma necessidade do governo, mais especificamente, depois de incêndio ocorrido no salão de festas do Palácio das Esmeraldas. Logo após o episódio, em novembro de 1957, foram designados 11 policiais militares para frequentarem o curso de Bombeiros no Estado de Minas Gerais. Posteriormente, em dezembro de 1958, foi editada a Lei n. 2.400, que criou a Companhia de Bombeiros na Capital, dentro da estrutura da Polícia Militar do Estado de Goiás.

Já em 1963, a Companhia de Bombeiros mudou-se para o Setor Central de Goiânia e, em 10 de novembro de 1964, a Companhia de Bombeiros foi situada no 1º Batalhão da Polícia Militar (denominado Batalhão Anhanguera), localizado no Comando Geral da Polícia Militar e, no dia 14 de novembro de 1967, o Corpo de Bombeiros é assim referido pela primeira vez em Goiás, recebendo a estrutura de Batalhão.

Até então, o Corpo de Bombeiros era utilizado também nas operações de vulto da Polícia Militar, inclusive fazendo policiamento ostensivo, a pé, nos principais pontos da Capital. Até que, pela ação pioneira dos seus integrantes, a Constituição Estadual, promulgada em 5 de outubro de 1989, criou o Corpo de Bombeiros Militar, como um dos órgãos componentes da Segurança Pública Estadual. No dia 1º de janeiro de 1990, o governador do Estado nomeou o 1º Comandante Geral da Corporação, o coronel PM Pedro Francisco da Silva.

Depois da breve regressão histórica, o deputado Coronel Adailton observou que o Corpo de Bombeiros Militar sempre participou dos grandes momentos da sociedade brasileira, lembrando os rompimentos das barragens de Mariana e Brumadinho, quando, especialmente na segunda tragédia, para onde foi enviada uma equipe goiana para ajudar nas buscas e possíveis resgates de vítimas do lamaçal. Ele destacou a disciplina, presteza, honestidade, coragem ímpar e inegável eficiência da Corporação, que a tornaram uma das instituições mais respeitadas pela população.

Os certificados de Honra ao Mérito do Parlamento Goiano foram entregues aos 15 integrantes da Corporação, mas que é uma homenagem a todo o efetivo de 2.700 homens e mulheres, na presença do deputado Major Araújo; do coronel Anderson Cirino, subcomandante geral do Corpo de Bombeiros, representando o Comando e o governador Ronaldo Caiado; do coronel Ricardo rocha, chefe da Assistência Militar da Assembleia Legislativa e representante do Comando Geral da Polícia Militar de Goiás, do vereador Thiago Viera Lopes (Thiago Bala), de Itaguaru e do Coronel Amin, comandante da Academia de Ensino do Bombeiro Militar; além de familiares, amigos, irmãs e irmãos de farda e admiradores.

Comentários

Mais de Política & Justiça