Política & Justiça

João de Deus é denunciado pela 10ª vez por crimes sexuais

diario da manha

João de Deus foi denunciado pela 10ª vez pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO).  Desta vez, ele está sendo denunciado por violação sexual mediante fraude contra dez pessoas. As vítimas são de São Paulo, Paraná e Distrito Federal. A  defesa do médium informou pela manhã que ainda não havia recebido a denúncia.

Segundo a nova denúncia as vítimas relataram que foram abusadas pelo médium na Sala da Entidade, onde mediante os atendimentos espirituais, ele passava a mão nas partes íntimas das pessoas. A sala onde acontecia os abusos ficava dentro da  Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO), onde ele atendia os pacientes.

João de Deus está preso desde dezembro de 2018 e em março deste ano foi transferido para o Instituto de Neurológico de Goiânia, onde ficou internado para tratar de uma aneurisma. Ele é réu em outros processos por crimes sexual, posse ilegal de arma de fogo e falsidade ideológica.

Nesta terça-feira (4/06), o Supremo Tribunal de Justiça determinou que o médium voltasse para a prisão,  mas de acordo seus advogados ele vai recorrer.

 

Comentários