Política & Justiça

Senado rejeita decreto de armas de Jair Bolsonaro

diario da manha

O Governo de Jair Bolsonaro sofreu mais uma derrota nesta terça-feira (18/06). O projeto legislativo que derruba o decreto de armas de Bolsonaro foi aprovado no Senado por 47 votos a 28. Na última semana o texto do precidente ganhou por 15 votos a 9 na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado. Agora, o projeto segue para a Câmara, onde deve tramitar em comissão e no plenário. Até que seja analisado pelos deputados, o decreto de Bolsonaro segue valendo.

Em maio, Bolsonaro flexibilizou as regras para o porte de arma permitindo que jornalistas, caminhoneiros e outras categorias profissionais andassem armados. O decreto também desagradou os parlamentares, que alegaram uma “invasão de competência” do Legislativo, uma vez que matérias semelhantes tramitam no Congresso.

A  derrota é mais uma na conta do Planalto, que ainda não conseguiu articular uma base no Congresso e coleciona reveses em ambas as casas. A reforma da Previdência do ministro Paulo Guedes ainda continua em analise, e o projeto anticrime de Moro deve ser pautado apenas no segundo semestre, de acordo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Comentários