Saúde

Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra gripe será neste sábado

diario da manha

O dia D da Campanha Nacional de Imunização contra Influenza será realizado neste sábado (04/05) por todo o país. Em Goiás, ao menos 900 postos de vacinação estarão abertos para receber todas as pessoas que fazem parte de algum grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde. Os grupos prioritários para receber as doses são gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias do pós-parto), crianças de seis meses até cinco anos, trabalhadores da saúde, idosos, portadores de doenças crônicas e síndromes, professores, policiais civis, militares, bombeiros, membros ativos das forças armadas, indígenas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Confira aqui a lista de crônicas e síndromes. 

As salas de vacina vão funcionar das 8 às 17 horas e a gerente de Imunização e Rede de Frio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás, Clarice Carvalho, lembra que essa é uma oportunidade para aqueles que não têm tempo de buscar a imunização em dias úteis. “Abrir as salas de vacina no sábado é uma alternativa para quem ainda não se vacinou por falta de tempo”, reforça.

A expectativa é imunizar 90% da população prioritária, o que representa pelo menos 1,6 milhão de pessoas. No entanto, a cobertura vacinal em Goiás ainda está abaixo do esperado e a gerente lembra que a ausência de casos graves e óbito por Influenza em 2019 causa um conforto à população que não está buscando a vacina. “Em 2018 tivemos vários casos graves da doença e algumas mortes, isso acendeu um alerta nas pessoas que perceberam a necessidade de vacinar naquele ano”, explica.

Segundo ela, se não houver uma cobertura vacinal satisfatória esse ano, problemas semelhantes ao ano passado podem acontecer em 2020. Em 2018, foram registrados 481 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), causando 81 mortes por todo o Estado. Nesse ano, a vacinação contra a gripe vai até o dia 31 de maio.

A doença

Infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório, a influenza é altamente transmissível e sujeita a se transformar em epidemias sazonais. Sua transmissão pode ocorrer por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após o contato com superfícies recém-contaminadas, podem levar o agente infeccioso diretamente para boca, olhos e nariz.

A campanha de vacinação contra a influenza objetiva prevenir a ocorrência da gripe pelo vírus A/H1N1, A/H3N2 e B nas pessoas que integram os grupos prioritários e, dessa forma, reduzir as internações, complicações e mortes decorrentes das infecções. O Ministério da Saúde distribuiu para Goiás 1.976.900 doses da vacina, que protege contra três tipos de vírus.

tags:

Comentários

Mais de Saúde