Saúde

Homem que vendia falsos planos de saúde é preso em Goiânia

Uma das vítimas, que comprou o plano de saúde falso, morreu enquanto aguardava as consultas e exames

diario da manha

Na última quinta-feira (17), a Polícia Civil prendeu Marlos Luz da Silva Júnior, de 26 anos, suspeito por práticar de vários estelionatos ao vender planos de saúde falsos em Goiânia.

O homem passou a ser investigado quando os familiares de uma das vítimas procuraram a Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC). Segundo eles, a vítima de 53 anos comprou um suposto plano de saúde do suspeito e acabou morrendo enquanto aguardava uma consulta médica que nunca se realizaria.

Além dos planos de saúde falsos, Marlos também prometia cargos comissionados no Governo do Estado. Ele cobrava valores dos pretensos servidores para custear documentos e cursos necessários à investidura nos cargos.

O suspeito afirmava que um partido político partido político de que seria correligionário dispunha de cerca de 43 cargos comissionados no Governo a serem preenchidos na Secretaria de Segurança Pública (SSP), com remuneração de R$ 4 mil. Contudo, Marlos dizia que era necessário a realização de um curso de Gestão em Segurança Pública e a confecção de documentos para tomar posse. Ele afirmava que por R$ 1 mil ele providenciaria, sem que o interessado tivesse que necessariamente participar do curso.

Marlos Luz da Silva Júnior confessou os crimes e teve sua prisão preventiva decretada.

Comentários

Mais de Saúde