Saúde

Anvisa pleteia pedidos de remédios para kit-entubação

Foram excluídos medicamentos sem comprovação cientifica para o enfretamento da covid-19; entram nessa lista cloroquina e ivermectina

diario da manha

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), anunciou nesta sexta-feira (19) estar atrás de fornecedoras de insumos sem registros. De acordo com o órgão, foi feito um pedido por meio de seu portal para que entrem em contato com a instituição. Deste modo, o objetivo é aumentar a oferta de anestésicos injetáveis, relaxantes musculares e medicamentos usados em procedimentos de entubação.

Entretanto, a Anvisa orienta que as fornecedoras não pleiteiem registros de medicamentos sem impacto real e em curto prazo na oferta de produtos. Deste modo, exclui-se o uso de medicamentos sem eficácia comprovada para o tratamento da covid-19. Nesta lista, foram inclusos na lista medicamentos como cloquina, hidroxicloroquina, ivermectina e nitazoxanida. Além disso, poderão ser retirados da lista medicamentos que não estejam em risco de desabastecimento.

Além disso, as secretarias municipais de saúde mostram estoques em níveis críticos, cujos podem acabar nos próximos 20 dias. No entanto, o Fórum de Governadores e a Frente Nacional de Prefeitos pediram ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro Queiroga, providências imediatas para a falta de oxigênio e medicamentos nos hospitais. Deste modo, foi direcionado também às metalúrgicas, pedido para uso de oxigênio com grau de pureza hospitalar.

De acordo com o G1, o Ministério da Saúde informou que adquiriu 665.507 medicamentos para intubação num período de 15 dias.

Comentários