Agricultura

Após liberação parcial da importação da carne bovina, ministra espera que se regularize até dezembro

Importação de carne bovina para a china havia sido suspensa devido a dois casos atípicos da doença de vaca louca em MG e no MT. Lotes que foram certificados antes de 4 de setembro, vão ser liberados para importação.

diario da manha

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, comentou na ultima terça-feira sobre a liberação parcial da importação de carne bovina para a China. A ministra disse que agora o objetivo principal da pasta é conseguir a liberação total.

“Agora temos o próximo passo, que é liberar a suspensão de carne brasileira daqui para frente. Então começamos, estamos em andamento nesse processo, e eu espero que isso aconteça agora no próximo mês”, disse a ministra.

A liberação da China é para todos os lotes de carne bovina que estão certificados antes do embargo que ocorreu no dia 4 de setembro. Os embarques foram interrompidos após dois casos atípicos de vaca louca que foram notificados em Minas Gerais e Mato Grosso.

A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) informou que as ocorrências não apresentam risco de produção bovina brasileira. Um protocolo sanitário foi firmado com a China, que prevê interrupção em caso de identificação da doença.

Leia também:

Comentários