Anápolis

Suspeito de matar garota de programa em Anápolis é preso

Vítima foi morta a tiros dentro de um quarto de uma boate em dezembro de 2020

diario da manha

Um rapaz de 20 anos foi preso pela polícia suspeito de matar uma garota de programa em uma boate de Anápolis. A vítima foi identificada pela Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) como Joana Souza, de 37 anos.

De acordo com as informações divulgadas até o momento, Joana foi morta a tiros, após o suspeito entrar em uma briga com travestis. Entretanto, durante as investigações, a polícia constatou que a garota de programa não estava envolvida na confusão.

O suspeito foi preso pela polícia nesta terça-feira, 11, porém, o caso envolvendo o assassinato de Joana foi registrado no dia 11 de dezembro de 2020, no Setor Calixtolândia. Um vídeo divulgado na época do crime, mostra o momento que o suspeito e o irmão entram em uma briga com um grupo de travestis.

De acordo com a polícia, o irmão do suspeito teve um ferimento no pescoço e foi levado para o hospital. O delegado do caso Willisses Valentim, afirmou que após a briga, o rapaz foi até sua residência, pegou uma arma e voltou até o local. O vídeo inclusive mostra o momento que ele pula o portão, invade a boate e rende uma funcionária.

De acordo com Valentim o rapaz estava muito bêbado e depois de abordar a funcionária da boate, ele passou a entrar nos quartos do estabelecimento, e encontrou Joana em um deles, e matou ela com um tiro no peito. O jovem confessou o crime e disse que agiu sozinho e que estava com a cabeça quente, em função do que aconteceu com o irmão dele momentos antes.

*Com informações do G1

Leia também:

Comentários