Aparecida de Goiânia

Aparecida apresenta suas potencialidades na Expo Municípios 2019

diario da manha

Os 246 municípios goianos estão tendo a oportunidade de apresentar as suas potencialidades na Expo Municípios, que é uma feira aberta ao público. O evento, que é organizado pela Federal Goiana dos Município (FGM), ocorre nesta quarta-feira (7) e quinta-feira (8) no Centro de Convenções, em Goiânia. Aparecida de Goiânia marca presença na feira com stande em que apresenta suas potencialidades e principalmente, os projetos realizados pelo programa Cidade Inteligente.

Gustavo Mendanha esperimenta a realidade virtual do programa Cidade Inteligente de Aparecida

Presente na abertura do evento, o prefeito Gustavo Mendanha, ressaltou que a participação de Aparecida na Feira é muito importante, sendo esta a primeira vez que a cidade participa efetivamente com um stande. “A Expo Municípios 2019 nos dá a oportunidade de apresentar o que nós estamos fazendo no nosso município. Trouxemos aqui tudo sobre o projeto Cidade Inteligente que já está em fase de execução e recebeu três prêmios nacionais e internacionais. O que é uma expertise que pode ser usada em outras cidades”, comentou o gestor que estava acompanhado do vice-prefeito Veter Martins e de secretários municipais.

O projeto Cidade Inteligente, de acordo com Gustavo, busca realizar ações eficazes na construção de uma cidade conectada, universalizando todos os setores da administração pública e da sociedade, resultando em uma maior eficiência da gestão pública. “Desta forma teremos uma melhor prestação de serviço nas áreas da Educação, Saúde, Segurança, Meio Ambiente, Serviço Social, Trabalho e Renda, gerando desenvolvimento econômico e social para o município”, disse o prefeito Gustavo Mendanha.

Segundo a FGM, a Expo Municípios 2019 tem como objetivo fazer com que o povo goiano conheça o seu próprio Estado. No evento, os municípios goianos apresentam suas potencialidades no meio do turismo, cultural, gastronômico e econômico. Na parte da qualificação técnica será realizada mais de 30 palestras, workshops, com inúmeros temas como saúde, educação, meio ambiente, finanças, assistência social inovação entre outros temas.

Os visitantes do stande da Prefeitura de Aparecida estão tendo a oportunidade de acessar óculos de realidade virtual 3D, com alguns pontos da cidade em 360º e ao MiniLab Cidadão, que consiste em uma rede de atores e oficinas que disponibiliza ferramentas, projetos e ideias com a lógica de compartilhamento de experiência no exercício da cidadania. “Estamos apresentando alguns dos nossos projetos vinculados ao projeto Cidade Inteligente. Os nossos visitantes poderão ir em alguns pontos da cidade, como por exemplo no viaduto vereador João Antônio Borges, sem sair do local, com os nossos óculos de realidade virtual”, explicou o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Cleomar Rocha.

A estudante de enfermagem Marília Sousa, de 23 anos, passou no stand e adorou conhecer o Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP), através dos óculos de realidade virtual. “Não tive a oportunidade conhecer pessoalmente ainda, mas tive a chance de ver agora. Esses óculos são muito legais, pois levam a gente a locais que jamais íamos parar e ver com detalhes. Adorei a oportunidade. E este é um ótimo investimento que o município está fazendo na área da tecnologia”, disse.

OrCam MyEye 2 – Engajada no projeto “Cidade Inteligente”, que trará para o município soluções urbanas para cidadãos inteligentes, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia está com o projeto de trazer para a população a tecnologia israelense, OrCam MyEye 2. O método consiste em um dispositivo de visão artificial que auxiliará pessoas cegas, com baixa visão, dislexia, déficit de leitura ou TDAH a terem acesso a livros impressos e reconhecimento fácil, dentre outras funções que promovam a autonomia dos usuários.

De acordo com o representante do aparelho israelense, Ronilson Silva, o dispositivo é acoplado na haste de um óculos comum, pesando 22,5 gramas, com tecnologia que escaneia textos, transformando a escrita em áudio, ajudando assim quem tem dificuldade com leitura e proporcionando o conhecimento aos deficientes visuais. “O óculos possui inteligência artificial reconhece cores, textos em português, inglês e espanhol, cédulas de dinheiro em reais, dólar e euro, tem reconhecimento facial, tem mais de 2,100 milhões de produtos gravados previamente na memória. Por exemplo, se a pessoa for em um supermercado e tiver com baixa visão, pega o produto e direciona o código de barras que ele descreverá o produto”, explicou ele aos presentes na Expo Município.

Comentários