Aparecida de Goiânia

Prefeitura de Aparecida assumirá iluminação da GO-040 no trecho que passa pelo perímetro urbano

diario da manha
Reunião realizada na Goinfra na última sexta-feira, 20 de setembro

Decisão foi tomada após o governo do Estado confirmar que não arcará mais com os custos de iluminação e manutenção das rodovias estaduais nos perímetros urbanos

Para não deixar às escuras os usuários da GO-040, a Prefeitura de Aparecida vai custear a iluminação na rodovia. O trecho que corresponde a mais de 12 quilômetros, corta a cidade do final da Avenida Rio Verde até a saída para Aragoiânia. A medida foi confirmada na sexta-feira, 20, pelo secretário de Desenvolvimento Urbano, Max Menezes.

A decisão foi tomada após o governo do Estado reafirmar que não assumirá mais o custeio da conta de energia elétrica e da manutenção da iluminação nos perímetros urbanos das rodovias goianas. O posicionamento do Palácio das Esmeraldas se deu através do presidente da GO Infra, Enio Caiado, em reunião com Max Menezes, que representou o prefeito Gustavo Mendanha e gestores de Goianira, Caturaí, Trindade, Bela Vista de Goiás, Senador Canedo e Nerópolis.

“É uma decisão que prejudica muito os municípios goianos, principalmente aqueles menores, que não têm condições de arcar com esses custos. Mas o município de Aparecida vai assumir essa conta para não deixar às escuras a população que utiliza a GO-040. Para tanto, nós vamos discutir com a Prefeitura de Goiânia e a Goinfra a elaboração de um termo de cooperação que defina todas as responsabilidades nessa demanda de iluminação pública”, adiantou Max.

O assessor jurídico da Associação Goiana de Municípios (AGM), Sérgio Siqueira, lamentou a decisão do governo. “Não conseguimos prazo mínimo nem para planejar”, disse Sérgio. Ele justificou dizendo que a GO Infra optou por cortar o custeio da iluminação nas rodovias já imediatamente. Na avaliação dele, é uma medida que coloca os municípios numa situação delicada porque, segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, as cidades não podem assumir a responsabilidade de um serviço novo de imediato, “da noite para o dia”, como explicou Sérgio.

Comentários