Aparecida de Goiânia

Aparecida amplia número de pontos de ônibus com o novo modelo de abrigo

diario da manha

Foto Enio Medeiros

Oferecer mais segurança, conforto , acessibilidade e mobilidade aos usuários do transporte coletivo em Aparecida de Goiânia. Esse é o objetivo da prefeitura da cidade que está implantando 112 novos pontos de ônibus em diferentes regiões do município. A implantação das novas paradas de embarque e desembarque é uma das ações do Projeto de Mobilidade Urbana que foi criado após estudos técnicos e é executado pelas secretarias de Infraestrutura (Seinfra) , Mobilidade e Defesa Social e Desenvolvimento Urbano. Os novos pontos de ônibus estão recebendo um novo modelo de abrigo moderno e acessível, oferecendo maior comodidade aos usuários do sistema público de transporte.

Os novos abrigos para usuários do transporte coletivo contam com cobertura, sistema de ventilação, comportam quatro usuários sentados e oferece espaço adaptado para cadeirantes. A Avenida Jataí (Eixo Norte Sul 1) , que conta com 13 quilômetros de ciclovias, foi o primeiro corredor do transporte coletivo a receber os novos abrigos. Outro corredor que está recebendo os novos pontos é o da Avenida Santana, na região do Retiro do Bosque. Este corredor de mobilidade parte do Retiro do Bosque e passa pelo Centro, Cidade Livre, Bairro Independência, Jardim Tiradentes, Jardim Tropical e Garavelo, contemplando 17 quilômetros onde passam diversas linhas do transporte público.

“Nosso projeto de mobilidade contempla todos que integram o trânsito em nossa cidade, seja de ônibus, bicicleta, transporte coletivo ou em seu veículo próprio. Estamos realizando obras para melhorar o ir e vir das pessoas, oferecendo opções seguras e acessíveis para que tenhamos um trânsito seguro. Um exemplo claro foi a construção do viaduto na Avenida São Paulo com Avenida Rudá, na Vila Brasília. Aquela obra acabou com o maior engarrafamento em nossa cidade nos horários de picos. Continuamos pensando em obras e ações que tenha essa característica que é melhorar a vida das pessoas”, destaca o prefeito Gustavo Mendanha ao avaliar o Projeto de Mobilidade Urbana de Aparecida.

Os novos pontos estão sendo implantados em regiões beneficiadas também pelas seis novas linhas interbairros do transporte coletivo que interligam regiões distintas da cidade e surgiram a partir da criação da RMTC Aparecida. As linhas reduzem o tempo de viagem de milhares de usuários. Além de beneficiar os usuários com os novos abrigos, a prefeitura também irá substituir dezenas de abrigos de concreto pelo novo modelo que é de metal.

“A criação das novas linhas melhorou a mobilidade de quem usa o ônibus como meio de transporte diariamente. Agora, estamos implantando novos pontos com novo modelo de abrigo, oferecendo proteção para os passageiros tanto no período chuvoso quanto nos meses mais quentes do ano”, aponta o superintendente de Obras da Seinfra, Roberto Lemos.

Mobilidade
O Projeto de Mobilidade Urbana de Aparecida de Goiânia consiste na realização de obras e ações com objetivo de melhorar a vida de todos que integram o trânsito na cidade. Pedestres, ciclistas, condutores de veículos e o transporte coletivo estão inseridos. As intervenções são pensadas para que todos os modelos de transporte possam convivam harmonicamente.

Os eixos estruturantes, que interligam regiões extremas da cidade, foram construídos para facilitar o acesso de quem precisa de deslocar de uma região a outra de Aparecida. Os eixos também beneficiam quem precisa chegar aos polos industriais instalados na cidade, reduzindo o tempo de viagem e também facilitando o escoamento da produção das indústrias.

Ainda dentro do Projeto de Mobilidade, a Prefeitura de Aparecida implantou cerca de 80 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas na cidade. Os corredores criados após estudos técnicos facilitam o deslocamento das pessoas que utilizam a bicicleta como meio de transporte. Boa parte das ciclovias, por exemplo, está em regiões que abrigam os polos industriais. Assim, trabalhadores das empresas e moradores da região são beneficiados.

Outra ação já implantada com objetivo de melhor a mobilidade urbana na cidade é o projeto Frente Segura. A ação consiste em um espaço reservado para que os motociclistas e ciclistas aguardarem a abertura do semáforo, como forma de prevenir acidentes no momento da arrancada dando a oportunidade de não ficarem entre os corredores formados pelos demais veículos.

Importante obra realizada pela gestão municipal, o Viaduto Vereador João Antônio Borges no cruzamento das Avenidas São Paulo e Rudá, na Vila Brasília, colou fim aos enormes engarrafamentos registrados nos horários de pico naquela região da cidade. Agora, condutores que trafegam pela Avenida São Paulo têm tráfego livre quando passam pela trincheira (parte inferior do viaduto). Na região, segundo estudos da Superintendência Municipal de Trânsito de Aparecida (SMTA) mais de 50 mil veículos trafegam diariamente pelo local.

Comentários