Aparecida de Goiânia

Médicos de Aparecida alegam atraso salarial desde fevereiro

diario da manha

Profissionais de saúde que atuam no Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP) afirmam que não recebem salários desde fevereiro.

Cerca de 30 médicos estariam sem receber seus vencimentos de uma empresa, a Mediall.

Aparecida adota o sistema de Organização Social (OS), que terceiriza o pagamento para a Mediall, que teria, por sua vez, encerrado seu contrato com a OS.

A organização social IBGH, que responde pelo contrato junto à Prefeitura de Aparecida de Goiâpnia, informa que honrará com os pagamentos.

O atraso se deve a uma auditoria referente aos plantões prestados pelos profissionais.

Comentários