Brasil

Sogro suspeito de matar ex-genro é solto

Cacildo recebeu a liberdade, após sua defesa conseguir um habeas corpus.

diario da manha

Na manhã desta terça-feira (10), Cacildo Barbosa do Amaral foi liberado da prisão. O homem suspeito de ter matado o pecuarista Agno Ranieri, 42 anos, estava detido desde o dia 4 de novembro.

Cacildo recebeu a liberdade, após sua defesa conseguir um habeas corpus. Ele e mais cinco suspeitos estão sendo investigados pela Polícia Civil (PC). O crime aconteceu no dia 30 de setembro, deste ano, em São Miguel do Araguaia.

De acordo com o juiz Wilson Safatle Faiad, o suspeito foi solto por ter bons antecedentes, residência fixa e trabalho lícito. Ainda alega que, por isso, não há razões para que o homem continue preso.

A defesa de Cacildo Barbosa, afirma em nota que o cliente nega qualquer participação ou motivação para realizar o crime. E declara que o suspeito, mostrará que não tem nenhuma relação com o caso.

O assassinato do pecuarista Agno Ranieri, aconteceu em frente uma loja de São Miguel do Araguaia, em 30 de setembro. A vítima foi alvejada enquanto chegada em seu local de trabalho, câmeras registraram o assassino atirando e fugindo em uma motocicleta.

A polícia encontrou o veículo utilizado para crime todo carbonizado, em uma zona rural da cidade. Segundo a PC, Cacildo, dois executores, três intermediários foram presos. Apenas o ex-sogro foi solto.

Comentários