Brasil

"O Brasil é racista, homofóbico e de feminicídio", dispara Ivete Sangalo no Faustão

diario da manha

Ivete Sangalo esteve presente no Domingão do Faustão deste domingo, 27, para receber o Troféu Mário Lago pela sua conexão com o público e contribuição artística. Além de cantar seus sucessos e ser homenageada, a cantora desabafou sobre o Brasil um país racista, homofóbico e de feminicídio.

“Somos [os brasileiros] conhecidos pela nossa alegria e simpatia, e agradeço por isso, mas também há de ter um reconhecimento das nossas falhas como sociedade. O nosso país é o que mais mata homossexuais no mundo, o Brasil é um país racista? Não, o O Brasil é um país racista, homofóbico, de feminicídio e de ataques às minorias que na verdade não são minoria”, disse a cantora.

Leia também: Após ser barrado em aeroporto, ex-BBB diagnosticado com Covid-19 pede desculpas

“Eu agradeço muito o fato de ser uma pessoa reconhecida, famosa. Mas eu sou uma mãe e o meu filho pode correr na rua sem camisa, entende Fausto? E isso pra mim seria terrível, não deixar o meu filho sair na rua porque ele seria abordado, alvejado por uma bala. Ou um filho meu ser homossexual e não poder ser feliz simplesmente por isso”, continuou.

Ivete também explicou como ensina seus três filhos a lidarem com os problemas do Brasil. “Me perguntam muitas vezes o que eu vou ensinar para minhas filhas sobre esse mundo machista. Não ensino às minhas filhas, ensino ao meu filho que ele tem que entender o seu próprio poder, mas que também precisa respeitar o poder de existência do outro, de quem quer que seja”, concluiu.

Ivete Sangalo ao lado de seus filhos e seu marido (Foto: Reprodução/Internet)

Comentários