Brasil

Idosa é acorrentada pelo ex-marido em passarela de acesso ao BRT no RJ

O autor do crime, segundo a polícia, é o ex-marido da vítima, fugiu do local após a violência contra ela e ainda não foi localizado

diario da manha
Mulher vitima de violência é acorrentada pelo ex-marido em passarela do BRT Alvorada Foto/Reprodução - O Dia

Na manhã desta quarta-feira, dia 24, uma mulher de 61 anos foi acorrentada pelo ex-marido na passarela do Terminal da Alvorada do BRT, no acesso aos ônibus urbanos, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Elizete Maria Conceição foi trancada com uma corda forte e um cadeado pelo ex-companheiro, que deixou o local após prender a vítima.

Os bombeiros foram acionados por volta das 8h54 da manhã e quebraram o cadeado para libertar a mulher. A mulher estava sem ferimentos e não precisou de atendimento médico. 

O caso foi encaminhado inicialmente para 16ªDP (Barra da Tijuca) e, posteriormente, para a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá, que já ouviu a vítima e deu início às investigações. Segundo a Polícia Militar, uma equipe do 31ºBPM (Recreio dos Bandeirantes) foi acionada para atender a ocorrência no Terminal BRT Alvorada, na Avenida Ayrton Senna. Ao chegarem ao local, os agentes constataram o crime e verificaram que a vítima havia sido acorrentada na passarela do terminal. O autor ainda não foi localizado e é considerado foragido. 

A delegada titular da Deam de Jacarepaguá, Giselle do Espírito Santo, afirmou que ainda não se sabe o que motivou o agressor a prender a vítima. Em seu depoimento, a idosa afirmou que eles estavam separados há muitos anos e não mantinham contato. Ela explicou que não conseguiu fugir ou pedir ajuda porque ninguém passou no local enquanto ele a agredia verbalmente e a prendeu nas grades da passarela. 

A vítima está muito abalada. Estamos ainda tentando entender o que aconteceu e o que motivou esse ex-companheiro a acorrentá-la dessa forma. Ela contou que o homem chegou falando palavrões, mas que ela não conseguia entender. Ele a avisou que iria pegar uma bicicleta, mas voltou essa corda e o cadeado, quando a acorrentou no local. Ela explicou que não conseguiu pedir socorro porque o local estava ermo. Depois que a prendeu, ele saiu, diz a delegada.

Idosa é acorrentada em passarela de acesso ao BRT do RJ por ex-marido
Foto/Reprodução – Ultimo Segundo

A idosa só conseguiu ajuda quando uma senhora passou no local, e ligou para o Corpo de Bombeiros e a PM. O homem será acusado, inicialmente, por cárcere privado, porque impediu a vítima de se locomover. Ainda em depoimento, a idosa contou que já sofreu violência doméstica quando tinha um relacionamento com o agressor.

Ainda não tem detalhes de como eles se encontraram, se ela foi com ele até o local, se eles se encontraram na casa ou se foi um esbarrão. Ela está psicologicamente muito abalada e preferimos não insistir no depoimento hoje. Ela é uma idosa, tem um filho com epilepsia, que teve uma forte crise nesta noite. Nossos agentes estão na rua fazendo diligências e buscando mais informações para tentar localizá-lo. No momento, ele está evadido (foragido). A vítima disse que não sabe nada dele, que há muitos anos eles estão separados e que não conviviam, explica a delegada.. 

Segundo a PM, uma equipe do 31ºBPM (Recreio dos Bandeirantes) que patrulhava a região foi acionado pelos usuários do transporte que perceberam que a mulher estava acorrentada. Assim que chegaram no local, os policiais encontraram a vitima que  já estava sendo atendida por paramédicos do Corpo de Bombeiros. O Corpo de Bombeiros confirmou a ocorrência.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá.

*Com informações do 

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Leia também:

tags:

Comentários