Brasil

Operação Taipan investiga corrupção na compra de 200 milhões de doses de vacina

diario da manha

Foi deflagrada nesta quinta-feira a Operação Taipan pela Polícia Federal (PF), que tem com objetivo investigar um esquema de corrupção na compra de 200 milhões de vacinas contra a Covid-19. O imunizante segundo as informações divulgadas era oferecido por um grande consórcio farmacêutico.

O ministério da Saúde (MS) encaminho para a PF uma notícia sobre o caso, que proporcionou a abertura das investigações. De acordo com a publicação da revista Veja, dois homens se apresentaram em nome de duas empresas e apresentaram credenciais falsas, com o intuito de fechar um contrato de exclusividade com o ministério para a venda das vacinas.

O ministério também descobriu que a oferta foi feita a outros gestores públicos. Nesse momento a polícia cumpre mandados de busca e apreensão em Minas Gerais e no Espírito Santo.

Os investigados vão responder por associação criminosa, estelionato, falsificação de documento e falsificação de produto destinado a fins medicinais.

Leia também:

Comentários