Brasil

Professores são incluídos no grupo prioritário de vacinação contra Covid-19

Os profissionais da área aparecem no documento oficial do Plano de Vacinação Contra a Covid-19, disponível na página da Saúde.

diario da manha

Nesta sexta-feira (5), o Ministério da Saúde (MS), incluiu na lista de grupos prioritários para imunização contra a Covid-19, professores e funcionários de escolas públicas e privadas, do ensino básico e superior.

A informação foi divulgada pelo Ministério da Educação (MEC), o documento oficial do Plano de Vacinação contra a Covid-19, está disponível na página da Saúde. Segundo o documento fazem parte desse grupo:

“Todos os professores e funcionários das escolas públicas e privadas do ensino básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA) e do ensino superior”.

O Mec informou que a inclusão foi realizada após o Ministro da Educação, Milton Ribeiro, enviar um ofício à Casa Civil, solicitando a entrada dos professores na lista de grupos prioritários.

Em nota, a Saúde informou que os professores sempre fizeram parte do grupo prioritário, mas que no momento , não há datas previstas para iniciar a imunização desses profissionais.

“Neste momento, não há ampla disponibilidade da vacina no mercado mundial, e por isso a pasta definiu a priorização da vacinação para determinados grupos, considerando a necessidade de preservação do funcionamento dos serviços de saúde; a proteção dos indivíduos com maior risco de desenvolver formas graves da doença; a proteção dos demais indivíduos vulneráveis aos maiores impactos da pandemia; além da preservação do funcionamento dos serviços essenciais”, informou.

Em reunião com a Frente Nacional dos Prefeitos, no dia 24 de fevereiro, o Ministro da saúde, Eduardo Pazuello, disse aos gestores municipais que em março, adicionaria funcionários da educação aos grupos prioritários.

As informações são de que para serem vacinados, os profissionais deverão apresentar um documento que comprove vínculo ativo com a escola, ou uma declaração emitida pela instituição de ensino.

Como foi explicado acima, pela Saúde não há datas previstas para iniciar a imunização desses profissionais.

Comentários