Brasil

Ao vivo, Maria Beltrão interrompe programa da GloboNews após chorar com caso Henry

diario da manha

No Estúdio I desta quinta-feira (8), Maria Beltrão precisou interromper o programa logo na abertura. A âncora da GloboNews caiu no choro ao assistir à entrevista coletiva sobre o caso do menino Henry, que teria sido assassinado pelo padrasto, Dr. Jairinho, com a conivência da mãe, Monique Medeiros.

A apresentadora se despedia de Cecilia Flesch, da Edição das 10h, mas conseguiu terminar a frase. “Obrigada, Cecilia querida, um bom trabalho aí para você… É, a gente está falando de uma realidade inominável. A gente está falando de… Ah, já vou chorar”, disse.

Leita também: ‘Deixa eu ficar mais um dia com você’, foi o último pedido de Henry, conta o pai do menino assinado

“A gente está falando de algo difícil de se qualificar ou definir. O que a Cecilia acabou de mostrar, com essa entrevista coletiva – e me desculpe por me emocionar, a gente vive em uma época difícil, né?, com essa troca de mensagens… É muito sério, muito triste. Então, eu peço licença para chamar o intervalo. Desculpem o meu descontrole emocional”, continuou.

Enquanto Maria Beltrão se recuperava, os colegas de bancada Octávio Guedes e André Trigueiro assumiram a condução do programa.

Leia também:

Henry, de 4 anos, foi encontrado morto no dia 8 de março, no quarto da casa de sua mãe e seu padrasto. Na ocasião, o casal alegou que o menino sofreu um acidente em casa e que estava “desacordado e com os olhos revirados e sem respirar”. Dr. Jairinho e Monique Medeiros foram presos temporariamente na manhã de quinta-feira (8).

Leia também: Babá narrou em tempo real à mãe torturas que Henry sofreu

Comentários