Brasil

Funcionária da Gol e feita refém no Aeroporto de Guarulhos

Nas imagens, é possível ver e ouvir o homem dizer que tem uma bomba e ameaçando, "Se vier, eu furo.

diario da manha

Neste domingo (11), um homem fez uma mulher refém no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. A vítima era uma funcionária da companhia aérea GOL. Imagens gravadas por passageiros, mostram que agentes da Polícia Federal (PF), intervieram e a refém foi liberada.

Nas imagens, é possível ver e ouvir o homem dizer que tem uma bomba e ameaçando, “Se vier, eu furo. A caneta está na [artéria] carótida dela, ninguém reage”. Ele também exigiu a presença da PF e pediu que os presentes filmassem e divulgassem as imagens.

Em nota, a GOL afirmou que está dando “todo o suporte necessário à colaboradora”. A empresa afirmou ainda que ela não teve nenhum ferimento e está bem. “A Polícia Federal está no comando das investigações e a Companhia está à disposição para prestar todo o suporte necessário. A ocorrência ficou restrita à sala de embarque do aeroporto e o envolvido no caso não era passageiro da GOL em nenhum dos seus trechos de origem ou destino”.

Também em nota, o Aeroporto de Guarulhos comunicou que “os órgãos responsáveis pela segurança do Aeroporto foram acionados para controlar um passageiro que, utilizando uma caneta, fez uma tripulante como refém em um dos portões de embarque do terminal 2. A ocorrência foi controlada em poucos minutos pela Polícia Federal, em total segurança e não houve feridos. O incidente não impactou as atividades e as operações do aeroporto. O passageiro foi encaminhado para delegacia e as causas da ocorrência estão sendo apuradas pelas autoridades competentes”.

O incidente ocorreu em frente ao portão 213 do terminal doméstico de Guarulhos, onde o voo G3-4074 decolaria para Maceió às 23h05.

Comentários