Brasil

Suspeitos desacatam guarda e ofendem delegado

Os jovens foram arbitrados a pagar fiança de R$ 1 mil após os desacatos

diario da manha
(Foto: Arquivo/Polícia Civil)

Três jovens foram presos em Curitiba neste domingo (11), suspeitos de desacatar guardas municipais. Por outro lado, no local estava também o delegado, que filmava o momento do desacato e foi xingado pelos rapazes.

De acordo com o delegado Rodrigo Souza, os jovens foram detidos no Museu Oscar Niemeyer e conduzido à Central de Flagrantes. Segundo ele, as ofensas começaram quando estavam a carceragem e reclamaram do tratamento recebido.

“Eles estavam na carceragem esperando serem ouvidos. Disseram que são estudantes e não poderiam ser tratados daquela forma. Mas, não tinha nada diferente do comum”, contou o delegado ao G1 Paraná.

No entanto, só perceberam que se tratava do delegado quando foram chamados para o interrogatório. De acordo com Rodrigo, ambos pediram desculpas e alegaram estar indignados com o tratamento. Além disso, os três responderão por desacato aos guardas municipais. Por outro lado, um deles foi liberado no mesmo dia, enquanto os outros só saíram diante do pagamento da fiança.

Apesar de não terem proferido ofensas racistas, Rodrigo compreendeu a situação como racismo estrutural.

“Eles não falaram nada racista, portanto nenhuma injúria racial, mas ficou bem claro. Não cogitaram que eu fosse delegado em razão do racismo estrutural. Por eu ser negro não posso ser um delegado?”, ressalta Rodrigo ao G1.

Comentários