Brasil

Áudio mostra assédio sexual do presidente afastado da CBF: "Você se masturba?"

No dia do questionamento, funcionária foi chamada duas vezes na sala do então presidente da entidade e na segunda ocasião decidiu gravar a conversa com Caboclo

diario da manha
Rogério Caboclo deixa o comando da CBF (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Após ser denunciado por assédio moral e sexual por uma funcionária, o Conselho de Ética da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu afastar o então presidente da entidade, Rogério Caboclo, por 30 dias. A denúncia foi protocolada contra Caboclo por uma funcionária da confederação na última quinta-feira, 3, e um trecho da conversa entre o presidente afastado e a funcionária foi divulgado pelo Fantástico, em determinado momento da conversa, Rogério Caboclo pergunta se a funcionária se masturba.

Nas gravações Rogério Caboclo teria falando inclusive de como conheceu sua esposa, e prometeu a funcionária que não falaria mais sobre assuntos particulares. No entanto, a promessa foi feita em um outro episódio, e o presidente afastado da entidade máxima do futebol brasileiro, descumpriu a mesma no dia 16 de março.

Embora continue a falar do seu casamento para a funcionária da instituição, a mesma chega a dizer para Caboclo que não quer saber sobre a sua vida sexual. Em determinado momento, Rogério Caboclo abaixa o tom de voz, e diz “Ah eu não sei como perguntar. Posso fazer? Você se masturbar”. A funcionária por sua vez encerra a conversa com o presidente afastado da CBF neste momento.

De acordo com ela, essa foi a segunda tentativa de assédio naquele dia, momentos antes, ela revelou que Caboclo a chamou para a sala dele para terem uma conversa descontraída. E que quando estava na sala, o presidente da entidade pediu para que ela tirasse a máscara e insistiu para que ela aceitasse uma bebida.

Incomodada com aquela situação, a secretária envidou mensagens para dois diretores da instituição pedindo ajuda. No entanto, um deles já não estava mais na entidade e o outro por sua vez foi ajudá-la e inventou uma desculpa para entrar na sala. De acordo com a funcionária, ela aproveitou o momento que o diretor entrou na sala para deixar o local, mas assim que ele saiu, Rogério Caboclo a chamou novamente e foi então que ela decidiu gravar toda a conversa.

*Com informações do G1

Leia também:

Comentários