Brasil

Para doer no bolso, fazendeiros vão ter que pagar mais de R$ 3,4 mi em multas por queimadas

Queimadas foram encontradas pelos Bombeiros e com ajuda de monitoramento por satélite

diario da manha

A proibição de queimadas entre os meses de julho e agosto não surtiu efeito nos proprietários de sete fazendas em São Félix do Araguaia, e eles vão ter que pagar uma multa que ultrapassa os R$ 3,4 milhões por desrespeitarem o decreto que proíbe essa prática.

O Corpo de Bombeiros Militar do Mato Grosso (CBMMT) afirmou que as queimadas foram descobertas durante o 14º Ciclo da Operação Abafa 2021. Além disso, elas foram encontradas também por meio de monitoramento via satélite, que mostraram vários focos de calor na região.

Uma área de 32.667,6 hectares foi fiscalizada e durante a fiscalização foram encontrados pontos em que a queimada estava em ação. De acordo com o levantamento feito, 3.752,57 hectares foram destruídos pelas queimadas.

A corporação relatou que as queimadas são usadas para limpeza da área e renovação dos pastos. Porém, é uma prática proibida em períodos de estiagem, e que compreende o período entre 1º julho até 30 de outubro.

*Com informações do G1

Leia também:

Comentários