Brasil

Pedreiro que concretou corpo de jovem usava as calcinhas encontradas no local do crime

O marido de Joice avaliou as peças e afirmou que nenhuma delas eram da vítima

diario da manha
Reprodução

O pedreiro de 56 anos que confessou ter estrangulado Joice Maria da Glória Rodrigues, de 25, com uma camiseta e ter concretado o corpo, disse a Polícia Civil de São Vicente, em depoimento disse que usava as calcinhas achadas no local do assassinato.

O suspeito afirmou para a polícia que as calcinhas eram dele e que ele gostava de usar as peças de roupa íntima. O delegado que conduz o caso, Thiago Nemi Bonametti, disse que o marido de Joice avaliou as peças e afirmou que nenhuma delas eram da vítima.

O homem relatou nesta terça-feira, 5, em depoimento que usou drogas e manteve relações sexuais com a vítima antes de a estrangular com uma camiseta e depois concretar o corpo em uma parede de um imóvel em construção na Rua Senador Lúcio Bittencourt, no bairro Esplanada dos Barreiros, em São Vicente.

A 3ª Delegacia de Investigações sobre Homicídios da DEIC consideram o homem responsável pela morte de Joice Maria da Glória Rodrigues, 25 anos, que estava desaparecida desde 27 de setembro. Segundo a família, ela teria saído para visitar o avô, no bairro Parque Bitaru, e desapareceu.

O pedreiro foi preso em flagrante na terça-feira, 5, por ocultação de cadáver. Um homem de 35 anos, que também foi detido, é suspeito de auxiliar no crime.

Leia Também:

Comentários