Brasil

"Sufoquei com minhas mãos", diz mãe que matou e jogou bebê no lixo

Policiais que investigam o caso pediram ao Poder Judiciário que a mulher seja submetida a exames psiquiátricos

diario da manha

A mãe que é investigada por matar o filho recém-nascido em Brasília, prestou depoimento a polícia e afirmou que a criança nasceu com vida, mas que o sufocou com as suas próprias mãos. O caso que é investigado pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) foi registrado na segunda-feira, 11, após a mulher retirar o cordão umbilical do filho, matar a criança e depois jogar os restos mortais no lixo.

De acordo com as informações divulgadas, a mulher de 41 anos, deu mais detalhes do crime, ainda no Hospital de Base de Brasília, onde ela se encontrada internada. O depoimento chamou a atenção dos investigadores pela frieza demonstrada pela mulher, que disse não saber quem seria o pai da criança, e que escondeu a gravidez dos familiares.

Além disso ela afirmou que o menino nasceu com vida, e que o asfixiou com as suas próprias mãos, depois de dar a luz a criança no banheiro da unidade de saúde.

Diante da frieza mostrada pela mulher e o desequilíbrio que ela mostrou, a equipe que investiga o caso pediu que ela seja submetida a um exame psiquiátrico. Tais exames só devem ser feitos a partir do momento que a mulher receber alta do hospital.

*Com informações do Metrópoles

Leia também:

Comentários