Brasil

Marília Mendonça morreu instantaneamente, diz legista

Marília Mendonça, de 26 anos, morreu em um acidente de avião na tarde de sexta-feira, 5. Outras quatro pessoas que estavam no avião, também morreram

diario da manha

Segundo o médico legista do Posto Médico Legal de Caratinga (MG), Pedro Coelho, a provável causa da morte de Marília Mendonça e das outras quatro pessoas é politraumatismo contuso (quer dizer que foram detectadas várias lesões em órgãos vitais das vítimas) o que indica que as mortes podem ter ocorrido de forma instantânea.

No entanto, o médico legista afirma que ainda é preciso aguardar o resultado de exames complementares — toxicológico e alcoolemia — para emitir o laudo definitivo que deve sair em até 20 dias.

De acordo com o legista, estão sendo feitas análises neurológicas e cardíacas do piloto, Geraldo Medeiros, e do copiloto, Tarciso Pessoa Viana. Exames são comuns em mortes por causa violenta, como foi o caso das cinco vítimas.

“É preciso descartar ou confirmar, por exemplo, se o piloto ou copiloto passaram mal durante o voo, se tiveram ou não um mal súbito”, explicou.

Marília Mendonça, de 26 anos, morreu em um acidente de avião na tarde de sexta-feira, 5. O jatinho que caiu no interior de Minas Gerais, nas proximidades da Serra de Caratinga transportava a cantora, o tio e assessor da artista, Abiceli Silveira Dias Filho, 43 anos, o produtor Henrique Ribeiro, 32, o piloto Geraldo Martins de Medeiros Júnior, 56, e o copiloto Tarciso Pessoa Viana, 37. Todos morreram.

Leia também:

Comentários