Brasil

PF investiga cartel de empresas que prestam serviços a hospitais

Os investigados devem responder por infrações contra a ordem econômica previstas na Lei de Defesa da Concorrência, crimes contra a ordem tributária e associação criminosa

diario da manha

A Polícia Federal (PF) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), deflagraram nesta segunda-feira, 13, uma operação para apurar supostas irregularidades em licitações e formação de cartel entre empresas que atuam no mercado de coleta, transporte, tratamento e destinação de resíduos hospitalares.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas seguintes cidades:

  • Brasília (DF)
  • São Paulo (SP)
  • Embu das Artes (SP)
  • Suzano (SP)
  • Itabuna (BA)
  • Salvador (BA)
  • Imperatriz (MA)
  • São Luis (MA)
  • Sousa (PB)
  • Recife (PE)
  • Duque de Caxias (RJ)
  • Caxias do Sul (RS)
  • Cachoeirinha (RS)

Segundo a PF, a investigação que contou com o apoio do Ministério Público Federal (MPF), é baseada em um acordo de leniência, firmado em 2019, que apontou evidências de acordos entre empresas concorrentes para “fixação de preços, condições e vantagens em licitações públicas e privadas e divisão de mercado e de clientes”.

“As empresas participantes do cartel agiam com a intenção de manter o mercado ‘pacificado’, evitando ‘guerras de preços’, de sorte que os envolvidos dividiam entre si clientes e licitações”, diz a PF.

Ao todo, 75 policiais federais e 57 integrantes do Cade participaram do cumprimento dos mandados judiciais. Os investigados devem responder por infrações contra a ordem econômica previstas na Lei de Defesa da Concorrência, crimes contra a ordem tributária e associação criminosa.

Leia também:

Comentários