Brasil

Acompanhante de paciente agride enfermeira

O caso aconteceu na segunda-feira, 3, no Distrito Federal

diario da manha
Foto: Reprodução

Uma enfermeira foi vítima de agressões físicas e verbais na segunda-feira, 3, no Distrito Federal. A profissional levou um soco no rosto e recebeu arranhões da filha de uma paciente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Recanto das Emas.

De acordo com a profissional, a acompanhante gritava cobrando o atendimento. “E, aí, no que eu virei para poder guardar o glicosímetro, que é o aparelho verificador de glicemia que eu tinha visto para a mãe dela, recebi um soco no rosto. E ela falou para mim: ‘Isso é o que você merece’”, relata a enfermeira.

Conforme a vítima, a UPA sofria falta de médicos, e a prioridade era para os casos gravíssimos, classificados como vermelhos. A mulher estava classificada como laranja.

“Eu acredito que, se o segurança não estivesse lá, eu teria sido espancada mesmo”, disse a enfermeira. A profissional de saúde fez exame de corpo delito e registrou ocorrência. “A gente vê nas reportagens isso acontecendo direto, mas nunca imagina isso acontecendo com a gente”, afirma. O caso foi encaminhado para a 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas) e a acompanhante da paciente negou ter agredido a enfermeira.

“Eu estou me sentido muito vulnerável. Eu vou ter de voltar para o meu ambiente de trabalho, para a classificação de risco. A gente escuta xingamento, ameaça, mas, dessa vez, aconteceu. Como eu vou voltar? É muito difícil”, afirma a profissional.

Leia também:

Comentários