Brasil

Justiça manda soltar homem que atirou em vice-prefeito de Atibaia (SP)

Segundo a polícia, o vice-prefeito e o autor do disparo tiveram um briga por causa de um vídeo com supostas denúncias de improbidade envolvendo a esposa do político

diario da manha

O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu a liberdade provisória na quinta-feira, 24 para Júnior Humberto de Oliveira, preso após atirar no vice-prefeito de Atibaia, Fabiano Batista de Lima, no último dia 13 de março. O homem, conhecido como Juninho do Hot Dog, está detido na Cadeia de Jundiaí e deve s ser liberado nesta sexta-feira 25.

Júnior está proibido de ir à prefeitura, de se aproximar ou fazer contato com a vítima ou familiares, também não pode ir a locais que eles costumam frequentar, segundo a justiça. O comerciante também terá que comparecer à Justiça a cada dois meses para prestar esclarecimentos sobre as atividades que desempenha. Ele também não poderá deixar a cidade por mais de oito dias sem autorização e está restrito a ficar em casa quando não estiver trabalhando.

A liberdade provisória foi determinada pela juíza Roberta Layaun Chiapetta de Moraes Barros. A magistrada se apoiou em parecer do Ministério Público, que analisou o relatório final da Polícia Civil e pediu um complemento de laudos e arquivos.

O empresário é investigado por tentativa de homicídio após o crime cometido na tarde de domingo, no dia 13 de março. Segundo a polícia, o vice-prefeito e o autor do disparo tiveram um briga por causa de um vídeo com supostas denúncias de improbidade envolvendo a esposa do político. O acusado disse em suas redes sociais que efetuou os disparos em sua legitima defesa.

Segundo informações do Metrópoles

Leia também:

Comentários