Brasil

Suspeito de matar ator Rafael Miguel e os pais dele passa por audiência de custódia

Conforme o Ministério Público (MP), o empresário assassinou a família porque não aceitava o namoro da filha Isabela Tibcherani com o artista

diario da manha
Foto: Reprodução

Paulo Cupertino Matias, preso na segunda-feira, 16, suspeito da morte do ator Rafael Miguel e dos pais dele em 9 de junho de 2019, passará por audiência de custódia nesta terça-feira, 17, para que seja definido qual o Centro de Detenção Provisória ele será encaminhado.

Cupertino foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), onde fez o exame de corpo de delito e depois foi para a Divisão de Capturas, no prédio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Centro da capital paulista. O empresário nega os crimes. “Eu sou inocente. Não matei ninguém”.

Conforme o Ministério Público (MP), o empresário assassinou a família porque não aceitava o namoro da filha Isabela Tibcherani com o artista. Ele foi flagrado por câmeras de segurança atirando 13 vezes em Rafael, que tinha 22 anos, e nos pais do ator: João Alcisio Miguel, de 52, e a mãe Miriam Selma Miguel, 50.

Rafael era conhecido na mídia por ter interpretado o personagem Paçoca na novela “Chiquititas”, do SBT, e trabalhado em um famoso comercial em que uma criança pede brócolis à mãe. Ele também atuou em novelas da Globo, como “Pé na Jaca”, “Cama de Gato” e o especial de fim de ano “O Natal do menino imperador”.

Com informações do G1

Leia também:

Comentários