Brasil

Acusados de roubar, matar e queimar família devem ser julgados nesta segunda

O julgamento será aberto às partes envolvidas diretamente no processo, ao público e a imprensa

diario da manha
Anaflávia Gonçalves, Carina Ramos de Abreu, Juliano e Jonathan Ramos e Guilherme Silva, acusados de matar família Foto: Reprodução/Redes sociais e arquivo pessoal

O júri popular de quatro dos cinco réus presos acusados de roubar, matar e queimar uma família em janeiro de 2020 no ABC Paulista está marcado para as 10h desta segunda-feira, 13. A filha das vítimas está envolvida nos assassinatos, mas só vai a júri em setembro.

Os crimes ocorreram em 27 de janeiro de 2020, o casal de empresários Romuyuki Veras Gonçalves, de 43 anos, e Flaviana de Meneses Gonçalves, de 40, e o filho deles, o estudante Juan Victor Gonçalves, de 15, foram mortos com golpes na cabeça durante um assalto na casa em que moravam, em um condomínio fechado em Santo André.

Entre os detidos preventivamente pelos crimes estão a filha do casal e irmã do garoto, Ana flávia Martins Gonçalves, e a então namorada dela, Carina Ramos de Abreu. Os irmãos Juliano Oliveira Ramos Júnior e Jonathan Fagundes Ramos, que são primos de Carina, também foram presos. O vizinho dos irmãos Ramos, Guilherme Ramos da Silva é o quinto preso.

O julgamento será aberto às partes envolvidas diretamente no processo, ao público e a imprensa, mas com a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção por conta da Covid-19.

“Que os jurados tenham serenidade e tranquilidade para julgar a causa, que os acusados sejam condenados a penas justas”, diz a promotora Manuela Schreiber, representante do MP, responsável por acusar os réus.

Com informações do G1

Leia também:

Comentários