Brasil

Procuradora é agredida por colega após abertura de processo disciplinar contra ele

Um vídeo mostra Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39 anos, levando socos e chutes do agressor

diario da manha
Foto: Reprodução

A procuradora-geral do município de Registro, no interior de São Paulo, foi agredida na tarde de segunda-feira, 20, pelo colega Demétrius Oliveira Macedo, de 34 anos dentro da prefeitura, onde trabalham. Um vídeo mostra Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39 anos, levando socos e chutes do agressor. Veja abaixo:

Conforme apurado pelo g1, a agressão teria sido motivada pela abertura de um processo administrativo contra o procurador por conta de sua postura no ambiente de trabalho.

De acordo com a procuradora, Demetrius apresentava comportamento suspeito e já havia sido grosseiro com outra funcionária do setor. Ela disse que cobrou providências, pois estava com medo de trabalhar no mesmo ambiente com ele.

Em nota, a Prefeitura de Registro manifestou “o mais absoluto e profundo repudio aos brutais atos de violência realizados pelo procurador municipal contra a servidora municipal mulher que exerce a função de procuradora-geral do município”.

Também em nota, a Associação Nacional dos Procuradores dos Estados e do Distrito Federal (Anape) disse que “A agressão, feita pelo procurador municipal, precisa ser severamente punida, como forma de assegurar o restabelecimento do Estado Democrático de Direito”. E que o “ataque violento desrespeita os direitos e princípios fundamentais dos cidadãos e atinge a esfera moral e ética de todos os advogados públicos e advogadas públicas que exercem com rigor seu papel na sociedade. É fundamental que os procuradores tenham segurança e autonomia para exercer sua função essencial à Justiça. A Anape manifesta sua solidariedade à procuradora que estava no desempenho pleno das suas funções profissionais”

Com informações do G1

Leia também:

Comentários