Home / Brasil

BRASIL

Feminicídio: PM é condenado por assassinar a ex

De acordo com a investigação, o agente entrou no hotel onde a vítima trabalhava como recepcionista, simulou um assalto e atirou quatro vezes na cabeça dela

Imagem ilustrativa da imagem Feminicídio: PM é condenado por assassinar a ex

Um policial militar, de 47 anos, foi condenado a 18 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato da ex-esposa Francislaine Simões de Oliveira, de 24 anos, em 2007, em Ipatinga (MG).

De acordo com o site do Ministério Público de Minas Gerais, a condenação foi do conselho de sentença do Tribunal do Júri de Belo Horizonte. Ele foi acusado pelos crimes de homicídio qualificado, cometido por motivo torpe, com emprego de recursos que dificultaram a defesa da vítima e com o agravante de ser mulher.

De acordo com a investigação, o agente entrou no hotel onde a vítima trabalhava como recepcionista, simulou um assalto e atirou quatro vezes na cabeça dela.

“É absolutamente inaceitável que um policial militar assassine hediondamente sua ex-esposa, o que demonstra sua incompatibilidade com o desempenho das funções que exercia, e a pena imposta autoriza o reconhecimento da perda do cargo público como efeito da condenação criminal”, afirmou no trecho da sentença.

Leia também:

  

edição
do dia

Capa do dia

últimas
notícias

+ notícias