Anápolis

Concedida liberdade a piloto que foi filmado agredindo a namorada, em Anápolis

Além de ser monitorado pela tornozeleira eletrônica, Victor vai ter que se mudar para Cocalzinho de Goiás.

diario da manha
Foto: Reprodução

O piloto de avião Victor Augusto Jungueira, de 25 anos, que foi filmado agredindo a então namorada, a advogada Luciana Sinzimbira, no final do ano passado em Anápolis, teve sua soltura determinada na tarde da última segunda-feira (15/7). O piloto foi preso, pois descumpriu as medidas protetivas em favor da ex-namorada.

Em entrevista à um jornal local o advogado que faz parte da defesa do piloto, afirmou que o pedido de soltura foi atendido pela Justiça, mediante a adoção de novas medidas cautelares para resgardar e manter a segurança de Luciana Sinzimbira.

O piloto compareceu no dia 6 de junho deste ano à delegacia de Anápolis, após ter sua prisão preventiva determinada pela Justiça, por desrespeitar as medidas protetivas em favor da ex. Conforme o periódico, na decisão que determinou a prisão de Victor, consta que em maio deste ano, ele cometeu 12 violações sobre o limite de aproximação da vítima e outras duas por ter deixado a bateria da tornozeleira eletrônica acabar. O que a defesa alega, que as violações foram acidentais.

Para conquistar a liberdade provisória, piloto filmado agredindo a namorada vai ter que se mudar para outra cidade ainda essa semana.

Conforme o advogado de Luciana, a decisão da magistrada foi acertada, e que recebeu a determinação de forma tranquila, com as novas medidas adotadas para que o piloto ganhasse a liberdade provisória.

Além de manter o piloto monitorado com a tornozeleira eletrônica, a Jutiça determinou que Victor Junqueira mude-se para Cocalzinho de Goiás e que compareça semanalmente à Justiça para comprovar que está cumprindo com as medidas estabelecidas pela Justiça.

O piloto deve permanecer em Anápolis até a próxima quinta-feira (18), mas na sexta-feira (19/7) ele já deve estar em seu novo domicilio, de acordo com o assistente de acusação e advogado de Luciana Sinzimbira.

*Com informações do G1

Comentários