Cidades

Seds-GO recebe propostas aos auxílios Pão e Leite e Água e Energia

diario da manha

Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), realizou, no último dia 17 de julho, a abertura das propostas que definirão as entidades filantrópicas participantes dos programas Pão e Leite e Água e Energia. Esses programas destinam verbas para complementação alimentar e subsídio de contas de água e energia de entidades em todo o Estado.

Serão R$ 30 milhões destinados a 392 propostas nos programas, em termos de colaborações a ser assinados pelas entidades com a Seds por 12 meses. Uma proposta pode beneficiar mais de uma unidade de uma mesma entidade. Os envelopes foram abertos pela Comissão Interna de Chamamento Público, designada por portaria do secretário Marcos Cabral, titular da Seds.

As entidades habilitadas a integrar os programas serão conhecidas no próximo dia 21 de agosto. Até lá, haverá a publicação do resultado preliminar (6 de agosto) e prazo para interposição de recursos (8 de agosto) e resposta a esses recursos (14 de agosto). A apresentação de propostas pelas entidades se deu entre 29 de abril e 15 de julho.

Os programas beneficiam entidades filantrópicas regulares no atendimento a crianças, adolescentes, idosos, dependentes químicos, doentes crônicos queimados e outros públicos socialmente vulneráveis em Goiás. Também podem participar da seleção hospitais filantrópicos e santas casas. Outros pré-requisitos ao ingresso nos programas são ter dois anos de funcionamento e registro no Conselho Estadual de Assistência Social.

Para o secretário Marcos Cabral, os novos termos de colaborações com as entidades vão ampliar o leque de entidades beneficiadas e regularizar muitos contratos que ou não vinham sendo renovados adequadamente ou sequer existiam legalmente. “Vamos atender mais e melhor a todas as entidades regulares que prestam serviços sociais relevantes para a população goiana. O governador Ronaldo Caiado preza por um governo de parceria e é isso que vamos sempre buscar”, comentou o secretário Cabral.

Segundo ele, as entidades não contempladas agora, podem ganhar uma segunda chance num novo chamamento público que a Seds deverá fazer, após o encerramento do processo atual. “Isso poderá acontecer se couber no orçamento que temos para os programas. Ou seja, em não completando o número de propostas compatível com o orçamento para os próximos 12 meses, poderemos fazer um novo chamamento ainda neste segundo semestre”, disse Marcos Cabral.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO