Cidades

A Celebração dos 130 anos de Cora Coralina na Cidade de Goiás

Na terça-feira (20/8), o governo de Goiás planeja instituir o Ano Cora Coralina e Cidade de Goiás terá programação especial para celebração.

diario da manha
Foto: Reprodução

A celebração dos 130 anos da poetisa goiana Cora Coralina se ainda estivesse viva, vai agitar a Cidade de Goiás, local onde Cora nasceu (que na época, era chamada de Vila Boa de Goiaz), viveu e fez sua carreira como poeta.

A poetisa foi registrada como Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, em 1889, e criou o pseudônimo depois dos 14, quando começou a escrever seus contos e versos. Segundo ela, Cora Coralina significava “coração vermelho”.

Ao longo de sua vida, Cora chegou a morar em São Paulo. Lá, ela teve seis filhos com o marido Cantídio Tolentino de Figueiredo Bretas, que veio à óbito em 1934, fazendo com que Cora retornasse à sua cidade natal.

Cerca de 30, dos 95 anos de vida que teve, foram na casa onde é hoje o Museu Casa de Cora Coralina, que mantém viva a história da goiana. O espaço é administrado pela professora aposentada e aprendiz da poetisa, Marlene Vellasco.

“Ela falava que a arte de cozinhar era a mais nobre de todas, e que a escrita vinha depois”, lembrou Marlene. Já que foi aos 67 anos, que Cora Coralina retornou para a Cidade de Goiás, após o falecimento do marido e começou a vender doces na porta de casa para sustentar os filhos.

Cora já tinha milhares poemas escritos à mão quando, aos 70 anos, passou a aprender a datilografar para facilitar o acesso aos seus versos. Ela fez escreveu muitas publicações para todo o Brasil e ganhou reconhecimento de Carlos Drummond de Andrade, além de ser a primeira pessoa a ser nomeada doutora pela Universidade Federal de Goiás (UFG), entre outros vários prêmios.

Veja a programação completa da celebração dos 130 anos de Cora Coralina

Para a celebração dos 130 anos da poetisa, um grupo de cavaleiros fazem um trajeto pelo Caminho de Cora até a cidade de Goiás. No caminho, eles vão passar por Jaraguá, Itaguari e Itaberaí até chegar na casa de Cora na terça, para o aniversário.

Ao longo do caminho, haverá paradas e uma delas é na Cruz do Chico Mineiro, onde devem se encontrar com o governador, Ronaldo Caiado (DEM). Às 17h, o grupo deve chegar às portas do Museu Casa de Cora e encerrar a cavalgada de homenagem.

Na terça-feira (20/8), o governo de Goiás planeja instituir o Ano Cora Coralina, que vai começar neste dia mesmo e a ideia é organizar saraus, oficinas, concursos literários e de redação, exibições audiovisuais e exposições.

O Museu Casa de Cora Coralina comemora 30 anos e também tem programação especial. O dia começa com uma homenagem do 6º Batalhão da Polícia Militar, fazendo a alvorada às 6:30h na porta do Museu.

Já a noite terá uma Missa de Ação de Graças no Santuário de Nossa Senhora do Rosário, às 19h, e em seguida haverá o lançamento do Ano de Cora Coralina e do selo comemorativo dos Correios.

Às 21h, a cidade toda se reúne para uma tradição: a partilha do bolo em comemoração ao Dia do Vizinho, instituído por Cora Coralina. O dia de celebrações se encerra com uma serenata na frente do Museu, feita pelo cantor goiano Marcelo Barra às 22h.

*Com informações do G1

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO