Cidades

Família de jovem agredido por PMs na frente da esposa e dos filhos faz denúncia em Goiânia

A agressão sofrida que ocorreu na noite do último sábado (3/8), foi registrada na 20ª Delegacia Distrital de Polícia de Goiânia e na Corregedoria da Polícia Militar

diario da manha
Foto: Reprodução

A família do jovem agredido Marcos Antônio da Rocha Cesário Araújo, de 18 anos, está revoltada e fez uma denúncia contra dois policiais militares que o agrediram na frente da esposa e dos dois filhos. As crianças – um menino de cinco anos e uma recém nascida de dois dias – presenciaram o espancamento do pai dentro de casa, no Condomínio das Esmeraldas, em Goiânia.

A agressão que ocorreu na noite do último sábado (3/8), foi registrada na 20ª Delegacia Distrital de Polícia de Goiânia e na Corregedoria da Polícia Militar. A mãe de Marcos Antônio, Michele da Rocha Cesário Araújo, contou que o filho alugou a casa há dois dias para morar com a esposa e os dois filhos.

Ela ainda diz que os policiais militares esperaram Marcos Antônio chegar em casa, o algemaram, levaram até o interior da casa, em um quarto e começaram a bater na cabeça do jovem com capacetes.

A vítima segue internada em estado grave na UTI do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). “Ele teve traumatismo craniano, fez cirurgia e estava usando um dreno para retirar os coágulos de sangue no cérebro. Os médicos falam em recuperação lenta, porque ele levou muitas pancadas na cabeça”, afirma Andressa Araújo, irmã do jovem.

Jovem foi agredido por engano segundo irmã da vítima

A família de Marcos Antônio acredita que os policiais estavam à procura do antigo morador da casa e agrediram o jovem por engano. Andressa Araújo diz que suposição vem do fato de os PMs não paravam de perguntar por um homem com o apelido de “gordinho”, suposto antigo morador da casa.

A esposa de Marco Antônio da Rocha registrou uma reclamação na Corregedoria da Polícia Militar na terça-feira (6/8). Segundo ela, os policiais estavam o tempo todo com seu celular durante a agressão, impedindo que ela pedisse ajuda para o esposo.

Por e-mail, a assessoria da Polícia Militar de Goiás (PMGO), informou que a Corregedoria já instaurou procedimento para apurar o fato denunciado e tomará todas as providências legais cabíveis para identificar os responsáveis.

*Com informações do G1

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO