Cidades

Homem morre enquanto fazia sexo durante viagem de negócio e família será indenizada

A mulher e os filhos de Xavier receberão, ainda, um benefício mensal de 80% do salário dele

diario da manha
foto/reprodução

A morte de um homem casado ao sofrer um ataque cardíaco enquanto fazia sexo com amante durante uma viagem de negócios foi classificada como “acidente de trabalho” pela Justiça.

Segundo informações do jornal The Times, de Londres, o tribunal francês decidiu que a empresa na qual o engenheiro trabalhava deve se responsabilizar pela morte e indenizar a família pelos custos do traslado do corpo e do enterro de Xavier X., como o francês foi identificado.

Os advogados da empresa afirmavam que Xavier não cumpria com obrigações de trabalho no momento que teve o ataque cardíaco, mas os juízes fizeram um relatório e decidiram que o homem estava em missão pela empresa e que assim, “ teria direito à proteção do empregador durante o período”. Sendo assim, a Justiça aceitou o pedido de que a morte de Xavier foi, oficialmente, um caso de acidente de trabalho. 

Histórico do homem de negócios

O caso ocorreu em 2013, mas permaneceu na Justiça até este ano. A mulher e os filhos de Xavier receberão, ainda, um benefício mensal de 80% do salário dele até a idade mínima para aposentadoria.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO