Cidades

Motociclista morre após acidente em frente ao Hugol

Condutor da motocicleta perdeu o controle, bateu de frente com uma placa de sinalização e em seguida com um poste de iluminação

diario da manha
Foto: DICT

Um motociclista morreu na madrugada deste sábado (7/9) após perder o controle da moto e colidir com uma placa de sinalização e posteriormente com um poste de iluminação, na Avenida Anhanguera em frente ao Hospital de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lages de Siqueira (Hugol).

Uma equipe da Delegacia Especializada em Investigação de Crimes de Trânsito (DICT) esteve no local para fazer o levantamento do que poderia ter ocasionado o acidente.

De acordo com os policiais que estiveram no local, a vítima Arthur Ribeiro de Melo, de 28 anos, trafegava pelo local no sentido bairro/Centro em uma moto Honda CG/125 e tinha na garupa Jéssica Cerqueira Braz, de 22, quando em determinado momento por motivos ainda desconhecidos Arthur perdeu o controle da motocicleta e colidiu com uma placa de sinalização e posteriormente com um poste do lado esquerdo da via.

A equipe policial informou que devido a intensidade da batida, o corpo de Arthur foi arremessado para frente e que o motociclista não resistiu aos ferimentos e morreu no local, a passageira por sua vez foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) com lesões leves e encaminhada para o Hugol.

Jéssica contou aos policiais que estava com Arthur na casa de alguns parentes em uma resenha, e que desde o fim da tarde da última sexta-feira (6) eles estavam ingerido bebidas alcoólicas.

Motociclista se envolveu em outro acidente de trânsito há quatro anos

A equipe policial conseguiu levantar que há quatro anos, o motociclista se envolveu em um outro acidente. Conforme divulgado pela DICT, no dia 29 de setembro de 2015, Arthur conduzia um veículo VW/Polo com outros seis passageiros, na Rua das Magnólias, no Parque Oeste Industrial, em Goiânia.

De acordo com a DICT, na ocasião, Arthur conduzia o veículo acima da velocidade permitida na via que era de 50km/h e capotou o carro várias vezes, o que culminou na morte de Danilo Gonçalves no dia 31 de setembro de 2015, enquanto os outros ocupantes do carro ficaram feridos.

No dia do acidente que vitimou Danilo Gonçalves, todos os ocupantes todo veículo haviam ingerido bebida alcoólica antes de entrar no Polo.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO