Cidades

Padrasto que abusava da enteada é preso após ela engravidar

A mãe da menina desconfiou da gravidez após perceber mudanças no corpo da adolescente

diario da manha
Foto: Reprodução

No final da tarde da última terça-feira (3/9), um homem de 57 anos, que abusava da enteada desde que a menina tinha oito anos, no residencial Carla Cristina, na Região Noroeste de Goiânia, de acordo com a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), teve o crime descoberto e foi preso depois que ela engravidou.

Atualmente a vítima está com 15 anos e, segundo a delegada Ana Elisa Gomes, Titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia, o crime foi descoberto há poucos dias. A mãe da menina desconfiou da gravidez após perceber mudanças no corpo da adolescente.

Um exame de DNA será feito após o parto, para confirmar quem é o pai da criança, mas a adolescente que revelou os abusos para a mãe, afirma que nunca teve relação sexual com outra pessoa. O homem deve responder pelo crime de estupro de vulnerável e, se condenado, pegar pena superior a 30 anos.

Outro caso do padrasto que abusava da enteada no mesmo setor

No dia 25 do último mês, um homem suspeito de estuprar a enteada menor de idade, no mesmo setor, da Região Noroeste, foi preso pelos policiais da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) do 13° Batalhão. Segundo a polícia, o padrasto ameaçava matar a menina caso ela relatasse os abusos. O crime acontecia há sete anos.

De acordo com o Mapa da Violência Contra a Mulher divulgado pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, afirmam que o maior número de abusadores sexuais compartilha laços sanguíneos ou de confiança com a família da vítima. 60% dos casos de estupro são cometidos por parentes, como pais, tios, avós padrastos, primos e irmãos.

Com informações do G1

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO