Cidades

Preso homem que matou travesti, em Goiânia

Em depoimento, Jales Pires Borges Filho confessou o crime

diario da manha
Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil (PC) efetuou a prisão de Jales Pires Borges Filho que matou a travesti Ronaldo Antônio Gonçalves, no dia 6 de outubro.

De acordo com as investigações, vítima e investigado se conheciam e, na noite de sábado, se encontraram na residência de Ronaldo, onde fizeram uso de bebida alcoólica.

Em dado momento, eles acabaram se desentendendo, deu-se início a uma briga. Na oportunidade, Jales agrediu a vítima violentamente com socos. Ronaldo, então, caiu no chão ao lado de sua cama, ocasião em que foi esganado até a morte. Em depoimento, o preso confessou o crime e aguarda julgamento.

Relembre o Caso: Travesti é encontrada morta em Goiânia

No dia 6 de outubro, Rony Gonçalves foi encontrada morta, por sua família, em sua residência no Jardim América, em Goiânia.

Ela morava em um cômodo no fundo da casa da mãe. A família estranhou que ela estava demorando a acordar e não estava atendendo o celular e foi chamá-la. Quando entraram no quarto ela estava nua, coberta com um lençol e com várias marcas de agressão.

Segundo a assessoria da Polícia Civil, o Registro de Atendimento Integrado (RAI) não constou nenhuma subtração no local do crime, ou seja, nenhum furto registrado.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO