Cidades

Morre mulher esfaqueada pelo ex dentro de Conselho Tuletar em Bela Vista de Goiás

Vítima teve o quadro clínico agravado devido as facadas e morreu na última terça-feira (25), cerca de dois meses após a agressão

diario da manha
Foto: Reprodução

Joicevânia da Silva Rocha, de 22 anos, morreu no Hospital Geral de Goiânia (HGG), após ter seu quadro de saúde agravado, em função de ter sido esfaqueada pelo ex dentro do Conselho Tutelar de Bela Vista de Goiás, em dezembro do ano passado.

O ex-companheiro de Joicevânia, de 26, não teve o nome divulgado foi preso após o crime, pois além de esfaquear a ex, ele também atacou uma tia da mulher que estava com a ela na ocasião. O ataque do suspeito aconteceu dentro da sede do Conselho Tutelar, durante um encontro do homem com o filho do casal, de 7 anos, que morava com Joicevânia.

O HGG divulgou nota informando que a mulher deu entrada na unidade no dia 7 fevereiro, cerca de dois meses após o ataque, com hemorragia grave. “As equipes de cirurgia vascular, cirurgia do aparelho digestivo, nefrologia e clínica médica fizeram todo o acompanhamento, prestou a assistência clínica e cirúrgica referente ao caso”, explica a nota da unidade de saúde.

A mulher ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e morreu na última terça-feira (25/2) após não reagir mais aos tratamentos aplicados pela unidade de saúde.

Relembre o caso onde mulher e tia foram esfaqueadas dentro do Conselho Tutelar

No dia 12 de dezembro do ano passado, o suspeito marcou com para encontrar o filho do casal no Conselho Tutelar de Bela Vista de Goiás, mas durante o encontro os dois se desentenderam e o homem então esfaqueou Jocievânia no toráx, abdômen e perna.

Conforme as informações divulgadas na data do crime, os dois haviam se separado devido aos problemas de violência doméstica e as agressões do suspeito contra a vítima.

Além de Jocievânia que foi esfaqueada e morreu na última terça-feira (25), uma tia dela que a acompanhou ao Conselho Tutelar no dia do crime, entrou no meio da confusão para acabar com a briga, entretanto ela também foi esfaqueada na mão, enquanto o ex da sobrinha tentou fugir.

O suspeito foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio pela Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) momentos depois ao crime, em uma rua próxima ao Conselho Tutelar.

Comentários