Cidades

O empreendedorismo feminino no mercado industrial

LIDE Futuro realizou evento na Cervejaria Colombina

diario da manha

O LIDE Futuro Goiás comemorou o Dia Internacional da Mulher antecipado com um evento que proporcionou uma visita a fábrica da Cervejaria Colombina na última quinta-feira (05). O encontro trouxe como discussão a liderança e o empreendedorismo feminino.

A CEO da Cervejaria Colombina Patrícia Mercês, foi à convidada do LIDE para esse evento. A empreendedora que administra a cervejaria com a mãe e a irmã compartilhou suas experiências no setor industrial, a paixão dos goianos pela marca, sua trajetória, as dificuldades enfrentadas e o reconhecimento de oportunidades.

A empresa possui uma produção de 70 mil litros de cerveja por mês e está sempre em busca de conquistar novos espaços. “Nossas inovações são diárias, lançamos de quatro a cinco rótulos por ano. Para o futuro queremos ficar mais perto do consumidor final. Goiás ainda tem muito a ser explorado” destacou a CEO Patrícia Mercês sobre a marca regional.

Para a realização desse evento especial o LIDE Futuro contou com a parceria do Compliance Women Committee, grupo de mulheres comprometidas com assuntos relacionados à troca de conhecimento e posicionamento executivo das mulheres no mercado de trabalho, e o NEW Instituto de Compliance, que visa promover a cultura da integridade e de boas práticas.

“Engajamento define esse evento e comemoramos o Dia Internacional da Mulher com o compartilhamento de muitas experiências. A história da Patrícia Mercês mostra o poder feminino no empreendedorismo e encorajou a conquista dos filiados por novos espaços” ressaltou o presidente do LIDE Futuro em Goiás Lucas D’Alcantara.

Sucesso

A engenheira de alimentos e sommeliere de cervejas Patrícia Mercês, lançou a marca Colombina em 2014 ao assumir a gestão da empresa. A antiga marca foi fundada por seus pais em 2001 e era chamada de Chopp Mercês.

A reformulação e inovação no mercado se deram após uma visita à Bélgica, país tradicionalmente cervejeiro. A CEO percebeu na cerveja artesanal a oportunidade de revolucionar a microcervejaria da família.

Comentários