Cidades

Após aglomerações Caiado pensa em fechar tudo novamente

diario da manha
Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (24), em entrevista a TV Anhanguera, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) afirmou que pensa em fechar comércio novamente por estar preocupado com a situação de tumultos e aglomerações em Goiânia devido a flexibilização da quarentena.

Após queda de isolamento social para 42,5%, de acordo com portal G1, o governador pode voltar atrás na decisão de retomar setores da economia. Para ele, alguns municípios flexibilizaram muito. “O que estamos assistindo agora é um prefeito disputando com o outro quem libera mais”, acusou.

A preocupação de Caiado é que todo trabalho realizado nos 40 dias de isolamento mais intenso seja “jogado por terra”. Segundo ele uma reunião com todos os poderes será solicitada para avaliar um novo endurecimento das medidas de prevenção contra a pandemia.

Para o governador de Goiás os hospitais de campanha e a estadualização de unidades de saúde não serão suficientes se os casos aumentarem de maneira muito rápida no Estado. “Não haverá capacidade para atender todos os pacientes” defendeu e alertou que Goiás não possui a infraestrutura necessária.

Foi lembrado pelo governador durante a entrevista que se somente os setores que tiveram autorização para reabrir estivessem em funcionamento não haveriam tantas aglomerações. “Não tem uma explicação do porquê esse movimento todo. A menos que todos os outros setores, o comércio, estejam liberados. E isso não está no decreto”, salientou.

As declarações foram feitas após o transporte coletivo em Goiânia apresentar grande tumulto. Apesar da proibição do transporte de passageiros em pé nos ônibus houveram aglomerações nas plataformas de embarque.

Comentários